Álvaro Parente à beira dos pontos

Álvaro Parente terminou a segunda corrida da ronda de Barcelona de GP2 Series no sétimo posto, cruzando a linha de meta a pressionar o sexto classificado, o último lugar com direito a pontos. Continue reading

Álvaro Parente regressa à GP2

2008 GP2 Series. Testing. Jerez, Spain. Wednesday 29th October.

Álvaro Parente irá regressar este fim-de-semana à GP2 Series, depois da Racing Engineering o ter convidado para defender as suas cores na ronda de Barcelona da categoria que se afirma como a antecâmara da Fórmula 1.

Continue reading

Análise ao fim-de-semana de Barcelona

01_APrente_Barcelona_05

Realizaste a melhor volta nos testes de Inverno realizados no Circuit de Catalunya no final de Março, mas no fim-de-semana passado parecia que o carro não estava tão competitivo. Como explicas esta quebra na performance no Dallara Renault Nº 25?
Álvaro Parente:
A pista estava mais lenta oito décimos de segundo que no teste do defeso, mas nós perdemos quase dois segundos, sem que percebêssemos porquê. Julgo que o calor terá tido um papel determinante para esta quebra de performance, mas precisamos analisar cuidadosamente a telemetria para compreendermos o que se passou e evitar que se repita um problema semelhante nas próximas corridas.

O incidente que te envolveu a ti e ao Lucas di Grassi acabou por colocar um ponto final na tua excelente recuperação e de te impedir de marcar os teus primeiros pontos no Campeonato. Podes explicar detalhadamente o que foi que se passou no calor da luta pelo sétimo posto?
Álvaro Parente:
Eu estava bastante mais rápido que ele (Lucas di Grassi) e tinha que o atacar, até porque eu também podia ser ultrapassado e tinha perdido um retrovisor. O Lucas di Grassi teve que abrir para deixar passar o Edoardo Mortara, deixando-me a porta aberta e eu tentei passá-lo. No entanto, ele é um piloto muito experiente, sabe defender-se muito bem e foi o que ele fez. Ele travou muito cedo e defendeu-se pelo interior, o que me surpreendeu e acabámos por nos tocar, terminando a nossa corrida na escapatória.

A Barwa Campos esteve muito competitiva ao longo de todo o fim-de-semana, esperavam que o Romain Grosjean e o Vitaly Petrov fossem tão rápidos? Pensas ser possível à Ocean Racing Technology recuperar o terreno para a equipa espanhola?
Álvaro Parente:
Nós sabíamos que a Barwa Campos seria muito forte, sobretudo com o Romain Grosjean, dado que já na temporada passada tinha sido muito competitiva com o Lucas di Grassi. O que não esperávamos era nós estarmos tão lentos. De facto, eles estão com um ritmo muito elevado, mas julgo que, se nos mantivermos unidos e trabalharmos afincadamente, poderemos tornar o nosso carro mais rápido.

Este não foi o início de temporada que ambicionavas, dado que abandonaste Barcelona sem qualquer ponto. Julgas ser-te ainda possível lutar pelos lugares cimeiros do Campeonato?
Álvaro Parente:
É claro que seria muito melhor se tivéssemos começado o Campeonato a vencer corridas, mas a época começou agora e temos muitas provas por realizar. Iniciei a temporada com o intuito de me bater pelas melhores posições do Campeonato, mas nunca esperei facilidades – o automobilismo não é assim, existem muitos factores em jogo, o que torna tudo muito complicado.
Eu e a Ocean Racing Technology vamos continuar a trabalhar e a dar o nosso máximo e espero que já na próxima etapa, a disputar no Mónaco, possamos reflectir o nosso esforço em resultados, dando início ao nosso Campeonato.

Álvaro Parente recupera bem

_O9T7930

Depois da desilusão de ontem, hoje, Álvaro Parente protagonizou uma boa prestação na segunda corrida de Barcelona, vendo a bandeirada de xadrez no décimo primeiro posto.

Uma vez mais a prova do piloto da Ocean Racing Technology não se afigurava fácil, dado que arrancava do décimo nono lugar da grelha de partida, cortesia do abandono de ontem, o que tornava quase impossível chegar ao sexto lugar e marcar os seus primeiros pontos da temporada. Para tornar tudo ainda mais difícil, o portuense sofreu uma luxação num dedo de uma mão no incidente de sábado, o que não facilitou a sua tarefa no cockpit do seu Dallara Renault.

A corrida disputada esta manhã no Circuit de Catalunya até começou bem para o português, que terminou a primeira volta no décimo terceiro posto, mas a sua recuperação não iria muito mais além.

Álvaro Parente tentou pressionar de todas as formas Diego Nunes e Lucas di Grassi, mas os brasileiros defenderam-se sempre muito bem, não cedendo aos intentos do jovem português. “Tudo tentei para passar os pilotos que estavam à minha frente, mas faltava-me um pouco de andamento para concretizar a ultrapassagem. Acabei por rodar o resto da corrida sempre atrás de um deles”, reconheceu o jovem patrocinado pela Soccerade, Delta, TMN, Aurora Group, Geotur e Cision que terminou no décimo primeiro lugar, após piões de Sergio Perez e de Nico Hulkenberg.

O piloto do Porto concluiu com a primeira ronda da temporada deste ano de GP2 sem qualquer ponto, mas mostrou que tem ritmo para se bater pelos primeiros lugares, apontando como objectivo obter bons resultados já na próxima ronda da época, a disputar dentro de duas semanas nas ruas do Principado. “Esta foi uma prova que correu mal, muito embora tenhamos exibido um bom andamento. Estou ansioso pelo próximo fim-de-semana, espero que no Mónaco possamos concretizar o ritmo que demonstrámos aqui em bons resultados de modo a poder marcar pontos para Campeonato”, apontou o piloto vinte quatro e anos profundamente motivado, apesar das contrariedades de Barcelona.

Álvaro Parente na 11ª Posição na 2ª Corrida

IMG_1286

Acabou há momentos a 2ª corrida em Barcelona: o Álvaro terminou na 11ª posição. Tendo partido de 19º realizou um exelente arranque passando para 13º ao final da primeira volta.

Depois ficou atrás de um grupo liderado por Di Grassi acabando por ficar preso atrás dele, mas ainda logrou subir 2 posições devido a um erro de Sergio Pérez e mais tarde de Hulkenberg.

A corrida foi ganha por Edoardo Mortara, com Romain Grosejan em 2º e D’Ambrósio em 3º

Termina assim a ronda em Barcelona, daqui a duas semanas será no Mónaco.

Mais informações assim que possível.

Corrida de antologia termina num toque

_O9T7088

Álvaro Parente foi um dos grandes animadores da primeira corrida da temporada de GP2, disputada hoje no Circuit de Barcelona, abandonando devido a um toque, depois de uma prova emocionante em que chegou a lutar pelo sétimo posto.

A arrancar do décimo quarto lugar da grelha de partida, só uma corrida de antologia permitiria ao jovem do Porto bater-se pelas posições pontuáveis e foi a isso que assistiu logo desde que as luzes dos semáforos se apagaram.

O piloto da Ocean Racing Technology no final da primeira volta era já o nono classificado e, pouco momentos depois, ultrapassaria Roldan Rodriguez numa manobra cheia de raça, assumindo o último lugar dos pontos. Este era o início de prova extraordinário que abria boas perspectivas a Álvaro Parente. “Arranquei muito bem e o carro estava mais eficaz que ontem, o que me permitiu atacar logo nos primeiros instantes. Quando o Rodriguez abriu a trajectória não hesitei e ultrapassei-o, subindo ao oitavo posto”, afirmou o português.

Álvaro Parente passou a acompanhar o grupo de pilotos liderado por Lucas di Grassi, que ocupava a quinta posição, o que lhe permitia acalentar a esperança de subir ainda alguns lugares ao longo da corrida. Com as paragens nas boxes, o piloto de vinte e quatro anos caiu para a nona posição, novamente atrás de Roldan Rodriguez. O espanhol seria, uma vez mais, uma presa fácil para o português, que o ultrapassaria por fora na travagem para a Curva 1 quando estavam decorridas vinte e três voltas.

O objectivo de Álvaro Parente passou a ser Diego Nunes que estava imediatamente à sua frente. Porém, o jovem do Porto teria que ser vergar perante Pastor Maldonado que, num dos carros da ART calçado com pneus fresco, voava no traçado catalão sendo impossível ao piloto da Ocean Racing Technology defender o seu oitavo posto.

Ainda assim, o português não baixou os braços e passou a atacar Diego Nunes, acabando por o ultrapassar na trigésima primeira volta. Edoardo Mortara e Lucas di Grassi estavam alcance de Álvaro Parente mas, no calor da luta, o jovem da Ocean Racing Technology acabou por se envolver num toque com o brasileiro, ditando o abandono dos dois quando disputavam o sétimo posto. “Foi uma pena o que aconteceu. Estávamos todos a lutar intensamente pelas posições e, como tinha perdido um dos retrovisores, tive que atacar porque não sabia se o Diego Nunes estava em posição de me ultrapassar. O carro escorregou um pouco e acabei por tocar no Lucas di Grassi e a nossa corrida acabou imediatamente. Estou triste porque poderia ter marcado alguns pontos e garantir um bom lugar na grelha de partida da corrida de amanhã”, sublinhou o piloto português claramente desolado com o acontecido.

Para a prova de domingo, Álvaro Parente irá arrancar do décimo nono lugar da grelha de partida, o que dificulta a possibilidade de chegar aos pontos. Mas o piloto do Porto irá uma vez mais dar o seu melhor para alcançar uma posição digna do seu talento. “Amanhã teremos uma corrida muito complicada mas, como sempre, vou atacar ao máximo para tentar conquistar um bom resultado”, salientou o jovem da Ocean Racing Tecnhology.

A segunda corrida da temporada terá o seu início às 09h30, hora de Lisboa, e será transmitida em directo pela Sport TV2.

Barcelona – Corrida 1

Ainda com os nervos à flor da pele, mas… aqui vai.

Álvaro Parente terminou a sua primeira corrida da GP2 Main Series 2009 com uma desistência, após acidente com Lucas diGrassi, quando lutava pela 6ª posição. O piloto fez um excelente arranque, saltando rapidamente para o nono lugar, na primeira volta. Depois de uma excelente ultrapassagem, passou para oitavo. Com as paragens nas boxes, perdeu uma posição, que recuperou com uma fabulosa ultrapassagem por fora, na primeira curva do circuito.

Depois de ser ultrapassado por um Maldonado rapidíssimo e muito agressivo, partiu também ao ataque e, na luta quente que ia havendo naquele grupo, acabou por bater contra Lucas diGrassi, enquanto este era ultrapassado por outro piloto, que vinha em luta com Álvaro Parente. Terminaram os dois as suas corridas ali.

Karun Chandhok também desistiu, mas este por erro e despiste.

Negativo: Álvaro e Karun largarão das últimas posições (19º e 21º, respectivamente) para a corrida de amanhã, mais curta e onde apenas os 6 primeiros pontuam.

Positivo: Álvaro Parente demonstrou uma vez mais a sua classe, levando o carro da equipa estreante portuguesa às primeiras posições, fazendo dele um dos mais fortes em pista. Fez, também, as melhores ultrapassagens da corrida.

A sprint race será amanhã, às9h30 de Lisboa.

Problemas atiram Álvaro Parente para o meio do pelotão

01_APrente_Barcelona_02

A qualificação para a primeira corrida da temporada de GP2, a disputar amanhã no Circuit de Catalunya, não correu da melhor forma a Álvaro Parente que irá arrancar do décimo quarto lugar da grelha de partida.

Depois dos bons resultados obtidos nos testes realizados no final de Março no traçado situado nos arredores de Barcelona, esperava-se que o piloto português pudesse bater-se pelas melhores posições da grelha de partida. Contudo, hoje, Álvaro Parente sentiu grandes dificuldades com o seu carro, ficando bastante aquém das suas expectativas. “Chegámos aqui convencidos de que poderíamos ser competitivos, graças ao bom teste que realizámos no Inverno. Mas, ao longo de toda a qualificação senti que o carro, apesar de estar bem equilibrado, não tinha aderência suficiente para que me pudesse bater pelas melhores posições. Dei o meu melhor para efectuar uma boa volta, mas a performance do carro não permitia mais que o décimo quinto tempo”, afirmou o portuense de vinte e quatro anos notoriamente desapontado.

Devido a uma penalização de três lugares a que foi sujeito Javier Villa, Álvaro Parente arrancará do décimo quarto posto da grelha de partida, uma posição que tornará a sua primeira corrida da temporada bastante difícil. No entanto, o portuense garante que dará o seu melhor ao longo das trinta e nove voltas que compõem a primeira prova da temporada. “Temos que tentar perceber qual é o problema com o carro e julgo que isso será verdadeiramente importante para o resto do fim-de-semana. Arrancar do décimo quarto lugar é muito complicado e fica-se sempre sujeito a problemas com outros pilotos nos primeiros momentos da prova. É claro que vou dar o meu melhor e tentar, pelo menos, chegar aos pontos, mas não será fácil”, sublinhou o Álvaro Parente que conta com o apoio do Aurora Group, da Delta, da Soccerade e da TMN.

A corrida de amanhã terá o seu início às 15h00, hora de Lisboa, e será transmitida em directo pela Sport TV

Barcelona – Álvaro em 14º na Qualificação

IMG_1286

Não correu da melhor maneira a primeira qualificação do ano ao Álvaro. Depois de um 10º lugar nos treinos livres, esta tarde alcançou o 14º posto na qualificação com um tempo de 1:28.608.

Tabela de tempos:

Driver

Team

Time

Laps

1. Romain Grosjean

Barwa Campos Team

1:27.510

11

2. Lucas di Grassi

Fat Burner Racing Eng.

1:27.531

12

3. Vitaly Petrov

Barwa Campos Team

1:28.027

12

4. Nico Hülkenberg

ART Grand Prix

1:28.088

11

5. Andreas Zuber

FMSI

1:28.090

11

6. Luca Filippi

Super Nova Racing

1:28.195

8

7. Jérôme d’Ambrosio

DAMS

1:28.209

12

8. Diego Nunes

iSport International

1:28.253

11

9. Roldan Rodriguez

Piquet GP

1:28.266

15

10. Pastor Maldonado

ART Grand Prix

1:28.283

11

11. Sergio Perez

Telmex Arden International

1:28.374

12

12. Javier Villa

Super Nova Racing

1:28.381

13

13. Edoardo Mortara

Telmex Arden International

1:28.451

15

14. KarunChandhok

Ocean Racing Technology

1:28.488

14

15. Alvaro Parente

Ocean Racing Technology

1:28.608

12

16. Alberto Valerio

Piquet GP

1:28.688

14

17. Dani Clos

Fat Burner Racing Eng.

1:28.691

14

18. Giedo van der Garde

iSport International

1:28.796

11

19. Davide Rigon

Trident Racing

1:28.872

13

20 Davide Valsecchi

Durango

1:29.164

15

21. Luiz Razia

FMSI

1:29.185

14

22. Kamui Kobayashi

DAMS

1:29.350

14

23. Giacomo Ricci

DPR

1:29.524

15

24. Nelson Panciatici

Durango

1:29.560

14

25 Ricardo Teixeira

Trident Racing

1:31.115

15

26. Michael Herck

DPR

1:31.875

7

Mais informação assim que possível.

Boa sorte, Varinho!

_mg_5871

Depois de uma sessão de testes promissora em Barcelona, há uns dias atrás, os nervos acumulam-se por baixo da pele e a ansiedade move-nos, de um lado para o outro, sem razão aparente.

É já neste fim-de-semana que nos vamos colar aos sofás e cadeiras, e saltar de vez em quando, assim que o Álvaro entrar em acção em Montmeló.

Em nome da equipa do Blog, desejo a maior das sortes ao Varinho para este fim-de-semana e para todos os outros, e que estejamos todos em Portimão a festejar e a comentar a equipa de F1 que o receberá em 2010.

Esta caricatura foi feita por Bruno Mantovani, que gentilmente ofereceu este trabalho como presente para o Álvaro. Ao Bruno, de raízes lusas, o nosso obrigado! Fará, assim, muitos fãs do seu trabalho, aqui em Portugal.

Ao Álvaro, desejamos toda a sorte do Mundo! “Dá-lhe gás!”

alvaro_parente

Álvaro Parente está motivado para Barcelona

_MG_2119

Álvaro Parente irá iniciar este fim-de-semana em Barcelona a sua segunda temporada na GP2 Series, abordando o campeonato com redobradas expectativas, depois de uma época de estreia em que venceu uma corrida e lutou pelas posições cimeiras sempre que o material colocado à sua disposição o permitia.

Em 2008 o jovem português impressionou todos os observadores ao conquistar a vitória na primeira corrida de GP2 que disputou, realizada também no Circuit de Barcelona, exibindo todas as suas qualidades ao longo de uma prova extremamente exigente.

De regresso a um traçado que lhe traz boas memórias, Álvaro Parente mostra-se moderadamente competitivo, ambicionando bater-se pelas posições cimeiras com a ajuda da Ocean Racing Technology, a equipa em que deposita as suas esperanças. “Os testes que realizámos aqui em Barcelona correram-nos muito bem. Demonstrámos que podemos ser competitivos e lutar pelas melhores posições. Porém, os testes nem sempre mostram o verdadeiro equilíbrio de forças, o que nos obriga a esperar pela qualificação para percebermos se o andamento que mostrámos há algumas semanas se mantém agora, na primeira corrida da temporada”, afirmou o piloto apoiado pelo Aurora Group, pela Delta, pela Soccerade e pela TMN.

Após uma temporada de estreia na categoria francamente positiva – alcançou uma vitória e mais três pódios – para 2009 as ambições do piloto de vinte e quatro anos são mais elevadas, apesar de estar consciente do nível dos pilotos que terá que defrontar e das dificuldades inerentes a uma categoria tão competitiva e como é a GP2 Series. “Para este ano tenho como objectivo bater-me pelas melhores posições em todas as corridas, o que só por si representa um desafio, dado a qualidade de pilotagem que se verifica no campeonato. Acredito na Ocean Racing Technology e julgo que, com muito trabalho e espírito de auto-critica, poderemos alcançar os nossos desideratos”, sublinhou o piloto português que mais perto está de ingressar na Fórmula 1.

A sessão de treinos-livres da ronda espanhol será disputada esta sexta-feira a partir das 10h55, seguindo-se a qualificação às 15h00. As corridas serão disputadas na tarde de sábado (15h00) e na manhã de domingo (9h30). Tanto a qualificação como as duas provas serão transmitidas em directo pela Sport TV.

Barcelona – Dia 3 – Press Release

Álvaro Parente vem de Barcelona confiante

paulr09_25

Álvaro Parente continuou a mostrar a sua competitividade no derradeiro dia de testes desta semana em Barcelona, tendo garantido a segunda marca na sessão matinal e um revelador oitavo posto obtido com pneus usados durante a tarde. Continue reading

Barcelona – Dia 3 – Sessão da Tarde

Na última tarde de testes, o Álvaro quedou-se pelo nono tempo. Mais informações serão disponibilizadas assim que for possível.

1.

Pastor Maldonado

ART Grand Prix

1:28.368

51

2.

Alberto Valerio

Piquet GP

1:28.594

35

3.

Roldan Rodriguez

Piquet GP

1:29.011

28

4.

Giedo Van der Garde

iSport International

1:29.083

27

5.

Sergio Perez

Telmex Arden International

1:29.144

28

6.

Vitaly Petrov

Barwa Campos Team

1:29.286

25

7.

Davide Valsecchi

Durango

1:29.336

30

8.

Romain Grosjean

Barwa Campos Team

1:29.365

20

9.

Alvaro Parente

Ocean Racing Technology

1:29.444

22

10.

Davide Rigon

Trident Racing

1:29.832

35

11.

Edoardo Mortara

Telmex Arden International

1:29.834

8

12.

Nelson Panciatici

Durango

1:29.870

31

13.

Diego Nunes

iSport International

1:30.027

25

14.

Jérôme d’Ambrosio

Dams

1:30.164

47

15.

Javier Villa

Super Nova Racing

1:30.543

32

16.

Dani Clos

Fat Burner Racing Engineering

1:30.639

31

17.

Nico Hülkenberg

ART Grand Prix

1:30.691

47

18.

Luiz Razia

Fisichella Motor Sport Int.

1:30.952

37

19.

Luca Filippi

Super Nova Racing

1:31.160

27

20

Karun Chandhok

Ocean Racing Technology

1:31.194

34

21.

Michael Herck

DPR

1:31.216

34

22.

Lucas di Grassi

Fat Burner Racing Engineering

1:31.236

42

23.

James Jakes

DPR

1:31.566

35

24.

Kamui Kobayashi

Dams

1:31.979

19

25.

Ricardo Teixeira

Trident Racing

1:32.494

24

26.

Andreas Zuber

Fisichella Motor Sport Int.

Barcelona – Dia 3 – Sessão da Manhã

img_0150

Continuam os testes em Barcelona e o Álvaro continua com boas prestações, esta manhã terminou no 2º posto na tabela de tempos. Ao que foi possível apurar ontem, o Álvaro hoje de manhã ia fazer simulação de corrida.

Tabela de Tempos:

1º. Javi Villa 1.26:696 35 voltas
2º. Álvaro Parente 1.26:735 32 voltas
3º. Lucas Di Grassi 1.26:858 43 voltas
4º. Luca Filippi 1.26:882 24 voltas
5º. Romain Grosjean 1.26:903 35 voltas
6º. Roldán Rodriguez 1.26:913 27 voltas
7º. Van der Garde 1.27:026 23 voltas
8º. Kamui Kobayashi 127:088 38 voltas
9º. Sergio Perez 1-.27:155 29 voltas
10º. Jerôme D’ambrosio 1.27:247 29 voltas
11º. Nico Hülkenberg 1.27:316 25 voltas
12º. Andreas Zuber 1.27:349 21 voltas
13º. Vitaly Petrov 1.27:369 27 voltas
14º. Edoardo Mortara 1.27:525 42 voltas
15º. Michael Herck 1.27:665 25 voltas
16º. Davide Valsecchi 1.27:673 30 voltas
17º. Dani Clos 1.27:699 35 voltas
18º. James Jakes 1.27:796 23 voltas
19º. Alberto Valerio 1.27:877 21 voltas
20º. Davide Rigon 1.27:899 37 voltas
21º. Nelson Panciatici 1.27:995 29 voltas
22º. Pastor Maldonado 1.28:033 11 voltas
23º. Diego Nunes 1.28:127 27 voltas
24º. Karun Chandhock 1.28:273 24 voltas
25º. Luiz Razia 1.28:609 29 voltas
26º. Ricardo Teixeira 1.29:728 32 voltas

Barcelona – Dia 2 – Press Release

parente_barcelona_ii

Álvaro Parente continuou a dominar os testes de GP2 que se realizam esta semana no Circuit de Catalunya, tendo hoje garantido o melhor tempo nas duas sessão realizadas, o que o deixou bastante agradado.

Continue reading

Barcelona – Dia 1 – Press Release

parente_barcelona

Esta segunda-feira em Barcelona, a GP2 iniciou a última sessão de testes colectivos antes do início do campeonato, marcado para meados de Maio, curiosamente, no circuito da Catalunha.

Neste primeiro dia, o mais rápido foi Lucas di Grassi após realizar um tempo em 1:27:471, já na final da sessão. O piloto brasileiro da Racing Engineering superou em 0.262s a segunda melhor marca detida por Álvaro Parente, que havia sido o mais rápido na sessão da manhã.

Nem tudo foram rosas para Parente de manhã! O portuense queixou-se, como a maioria dos pilotos, da degradação excessiva dos pneus, mas um problema que foi selecionado durante a tarde. “É sempre positivo quando se termina uma sessão de testes no topo da tabela de tempos. O carro estava muito bem equilibrado e dava-me confiança para atacar, o único senão era a forma como usava os pneus, que se degradavam rapidamente. No entanto, nós sabíamos a origem do problema e estávamos confiantes de que poderíamos resolvê-lo, como se veio a verificar.”

Já de tarde, “Fomos evoluindo o carro ao longo de todo o dia e, à tarde, conseguimos encontrar uma solução para evitar o desgaste prematuro dos pneus, sem que perdêssemos velocidade. Estou cada vez mais bem integrado na equipa e isso contribui para que possamos trabalhar mais e melhor. Os tempos de hoje demonstram que estamos a evoluir no bom sentido, o que me deixa confiante”, concluíu Varinho.

Já na terceira posição ficou o belga da DAMS, Jerôme D’Ambrosio, que realizou a sua melhor marca em 1:27:854. O russo Vitaly Petrov, em Barwa Addax, conquistou o quarto melhor tempo, logo à frente de Pastor Maldonado, que foi quinto no monolugar da Art-Grand Prix.

Na última posição, num monolugar da equipa Trident, o luso-angolano Ricardo Teixeira realizou a sua melhor volta em 1:34:134, cerca de mais de seis segundos e meio de di Grassi.

Os testes continuam amanhã, prolongando-se até 4ª feira.

Press Release gentilmente cedido pelo “16 Válvulas”.

Barcelona – Dia 1 – Tempos da sessão da tarde

alvaro-testes-barca

O Álvaro fez o segundo melhor tempo na sessão da tarde, mais informações serão dadas assim que possível.

Tabela de Tempos:

Driver

Nationality

Team

Time

Laps

1.

Lucas di Grassi

BRA

Fat Burner Racing Engineering

1:27.471

30

2.

Alvaro Parente

POR

Ocean Racing Technology

1:27.787

15

3.

Nico Hülkenberg

GER

ART Grand Pric

1:27.973

32

4.

Vitaly Petrov

RUS

Barwa Campos Team

1:28.024

20

5.

Javier Villa

ESP

Super Nova Racing

1:28.036

18

6.

Davide Valsecchi

ITA

Durango

1:28.192

15

7.

Pastor Maldonado

VEN

ART Grand Prix

1:28.199

22

8.

Roldan Rodriguez

ESP

Piquet GP

1:28.411

26

9.

Jérôme d’Ambrosio

BEL

Dams

1:28.477

26

10.

Edoardo Mortara

ITA

Telmex Arden International

1:28.566

23

11.

Karun Chandhok

IND

Ocean Racing Technology

1:28.581

23

12.

Kamui Kobayashi

JAP

Dams

1:28.616

31

13.

Alberto Valerio

BRA

Piquet GP

1:28.753

28

14.

Andreas Zuber

UAE

Fisichella Motor Sport Int.

1:28.790

15

15.

Diego Nunes

BRA

iSport International

1:28.794

21

16.

Giedo van der Garde

NED

iSport International

1:28.806

24

17.

Michael Herck

ROM

DPR

1:28.850

13

18.

Sergio Perez

MEX

Telmex Arden International

1:28.877

24

19.

Romain Grosjean

FRA

Barwa Campos Team

1:28.91(

26

20

Nelson Panciatici

FRA

Durango

1:28.925

23

21.

Dani Clos

ESP

Fat Burner Racing Engineering

1:29.301

21

22.

Luca Filippi

ITA

Super Nova Racing

1:29.709

18

23.

Davide Rigon

ITA

Trident Racing

1:29.761

28

24.

Luiz Razia

BRA

Fisichella Motor Sport Int.

1:29.805

17

25.

James Jakes

GBR

DPR

1:30.248

17

26.

Ricardo Teixeira

POR

Trident Racing

1:34.105

24

Testes em Barcelona

Álvaro Parente faz o melhor tempo na sessão da manhã tendo realizado só 10 voltas. Mais informação assim que for possivel.

Tabela de Tempos:

1º. Alvaro Parente 1.27:733 9 voltas
2º. Jerome D’Ambrosio 1.27:854 14 voltas
3º- Vitaly Petrov 1.27:897 12 voltas
4º. Lucas Di Grassi 1.27:905 15 voltas
5º. Pastor Maldonado 1.27:936 16 voltas
6º. Nico Hülkenberg 1.28:052 19 voltas
7º. Davide Valsecchi 1.28:077 20 voltas
8º. Roldan Rodríguez 1.28:123 14 voltas
9º. Kamui Kobayashi 1.28159 13 voltas
10º. Luca Filippi 1.28:200  12 voltas
11º. Alberto Valerio 1.28:435 16 voltas
12º. Karun Chandhok 1.28:474 15 voltas
13º. Diego Nunes 1.28:608 22 voltas
14º. Sergio Perez 1.28:627 17 voltas
15º. Dani Clos 1.28:675 6 voltas
16º. Javi Villa 1.28:861 14 voltas
17º. Andreas Zuber 1.28:910 17 voltas
18º. Edoardo Mortara 1.29:068 20 voltas
19º. Romain Grosjean 1.29:113 20 voltas
20º. Michael Herck 1.29:198 12 voltas
21º. Gideo Van  der Garde 1.29:565 15 voltas
22º. Nelson Panciatici 1.29:820 25 voltas
23º. Davide Rigon 1.29:909 22 voltas
24º. Luiz Razia 1.30:071 16 voltas
25º. James Jakes 1.30:088 8 voltas
26º. Ricardo Teixeira 1.34.601 24 voltas

Parente quer evoluir o ORT em Barcelona

A preparação da temporada europeia de GP2 prossegue e, depois dos bons resultados obtidos no primeiro teste do ano, Álvaro Parente espera que na próxima semana, nos ensaios previstos para Barcelona, possa continuar a evoluir o carro da Ocean Racing Technology.

Continue reading

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 32 outros seguidores