Álvaro Parente aceita convite do Aurora Racing Team

parente

Álvaro Parente irá participar na primeira ronda do Campeonato de España de GT, depois do Aurora Racing Team o ter convidado para pilotar um dos seus Ferrari 430 GT no fim-de-semana Valência.

O jovem piloto do Porto não pára e, após ter disputado a três últimas rondas da GP2 Asia a convite da My Qi-Meritus.Mahara, dirige-se no próximo fim-de-semana para Espanha onde tripulará pela primeira vez na sua carreira um GT, o que demonstra a quão elevada é a sua cotação no panorama internacional

A equipa do Aurora Group irá participar este ano no Campeonato de España de GT e tinha ainda um lugar vago num dos seus Ferrari 430 GT. Para fechar a dupla de pilotos nada melhor que convidar alguém da craveira de Álvaro Parente para colocar ao lado de Isaac Tutumlu, que fará equipa com o português.

Para Álvaro Parente esta será uma experiência única que antecipará a sua estreia no Campeonato de GP2 de 2009, que acontecerá uma semana depois em Barcelona. O desconhecimento do carro de Maranello impede-o de traçar um objectivo para este fim-de-semana, mas o portuense assegura que dará o seu máximo, como é seu apanágio. “É uma experiência nova e que me agradará bastante, dado que é sempre interessante pilotar carros diferentes. Fiquei bastante satisfeito com o convite que me foi endereçado pelo Aurora Racing Team e garanto que darei o meu melhor para justificar a confiança que foi depositada em mim.”, afirmou o jovem português.

O valor do jovem de vinte e quatro anos é reconhecido por Marcel Sanders, o dono da formação sediada no Autódromo Internacional do Algarve, que admite que o representante português na GP2 será uma mais-valia para a sua equipa. “Estamos muito orgulhosos em ter o Álvaro a correr connosco, ele é um excelente piloto que ajudará bastante o Aurora Racing Team na sua estreia no automobilismo. Para além disso, é um piloto com grande visibilidade mediática, o que é bom para nós. Estamos certos de que ele dará o seu melhor ao longo de todo o fim-de-semana, cabendo-nos a nós oferecer-lhe um carro competitivo”, salientou o homem forte do Aurora Group.

Fernando Moreira, o chefe de equipa do Aurora Racing Team, mostra-se entusiasmado por ter o piloto português na formação que dirige, admitindo que será um forte trunfo durante o fim-de-semana. “O Álvaro Parente é um piloto que se encaixa perfeitamente nos valores do Aurora Group e foi com naturalidade que decidimos convidá-lo para defender as cores da nossa equipa na ronda de Valência. Com o Isaac Tutumlu terá a possibilidade de lutar pelas posições cimeiras, assim como o Ferrari pilotado pelo Peter Sundberg e pelo Juan Manuel Lopez, o que é muito importante para nós. Gostaria de agradecer ao Álvaro o facto de ter aceitado o convite do Aurora Racing Team, dado que sabemos que ele tem uma agenda bastante preenchida”, concluiu o homem que lidera no terreno a equipa do Aurora Group.

24 Respostas

  1. Equipes e Pilotos
    Notícias| Equipes e Pilotos| Classificação| Calendário| Regulamento|

    Addax

    1 | Vitaly Petrov – Ir para o site >
    2 | Romain Grosjean – Ir para o site >

    iSport

    3 | Giedo van der Garde – Ir para o site >
    4 | Diego Nunes – Ir para o site >

    Piquet GP

    5 | Roldan Rodriguez – Ir para o site >
    6 | Alberto Valerio – Ir para o site >

    Racing Engineering

    7 | Lucas Di Grassi – Ir para o site >
    8 | Dani Clos – Ir para o site >

    ART

    9 | Pastor Maldonado – Ir para o site >
    10 | Nico Hülkenberg – Ir para o site >

    Arden

    11 | Sergio Pérez – Ir para o site >
    12 | Edoardo Mortara – Ir para o site >

    Super Nova

    14 | Luca Filippi – Ir para o site >
    15 | Javier Villa – Ir para o site >

    DAMS

    16 | Jérôme D´Ambrosio – Ir para o site >
    17 | Kamui Kobayashi – Ir para o site >

    Trident

    FMS

    19 | Andreas Zuber – Ir para o site >
    20 | Luiz Razia – Ir para o site >

    Durango

    21 | Davide Valsecchi – Ir para o site >

    Ocean

    23 | Karun Chandhok – Ir para o site >
    24 | Alvaro Parente – Ir para o site >

    DPR

    25 | Michael Herck – Ir para o site >

    ainda falta ocupar 4 lugares . sera um deles para o filipe albuquerque? vai terminar mais cedo a sua participacao no a1gp.

    • duvido muito…com que budget ? e em que equipa ? durango ? DPR ? Trident ? seria engraçado ver o homem que alegadamente recusou a ORT porque disse “GP2 só para ganhar” conduzir uma destas latas de fundo de pelotão, e o alvaro a dar-lhe voltas

  2. deixo aqui uma noticia que presumo que seja do interesse dos caros “bloguistas” :

    F1: Limite orçamental de 44 milhões de Euros anuais
    Data: 30/04/2009 14:02
    O Conselho Mundial da FIA decidiu esta semana uma série de medidas para aplicação já em 2010 relativas Campeonato Mundial de Fórmula 1.

    De entre essas medidas destaca-se o limite orçamental de 40 milhões de libras por ano e por equipa para desenvolvimento, valor este que equivale a cerca de 44 milhões de Euros, mas que não inclui os seguintes intems:

    – Marketing e paddock;
    – Salários de pilotos;
    – Multas impostas pela FIA;
    – Custo dos motores (apenas para 2010);
    – Gastos que as equipas possam comprovar que não têm influência na sua perfomance;
    – impostos.

    Esta valor acaba por ficar 10 milhões acima do que estava inicialmente previsto, devendo todas as equipas interessadas no mundial de 2010 efectuar a sua inscrição entre 22 e 29 de Maio.

    Este controlo de custos será monitorizado por uma equipa especializada da FIA e visa tornar a Fórmula 1 mais acessível, funcionando também como incentivo ao aparecimento de novas equipas.

    E para que surjam novas equipas, a FIA decidiu alargar as grelhas de partida para um máximo de 26 carros, além de criar facilidades para as novas equipas, como seja a oferta da taxa de inscrição no campeonato, subsídio de 10 milhões de dólares, oferta de transporte de 10.000kg de equipamento e 20 bilhetes de avião para as provas disputadas fora da Europa.

    Por último registe-se que a FIA decidiu acabar com os reabastecimentos em corrida já em 2010, opção que visa reduzir os custos de transporte do equipamento e fomentar a melhor eficiência energética dos motores. As mantas de equecimento de pneus, ou qualque equipamento semelhante, serão proibidas também a partir de 2010.

    (sportmotores.com)

  3. O Álvaro vai correr pela Aurora e os caros bloguistas continuam a falar aqui de F1…ao menos uma palavrinha de incentivo ao Álvaro nesta sua nova aventura!😛

    Abraços a todos🙂

  4. p simples facto de visitarmos este blog é por si so uma manifestação de apoio ao AP.desde que não se ponham com comentarios despropositados se o homem nao ganhar por mim está tudo bem.Força varinho ! mete o cavallino a rampar !

  5. Penso que este convite nao e bom para o alvaro. No ano passado o alvaro tambem foi convidado para pilotar o carro do porto, na suprleague, recusando ao ao dizer que como a superleague era de outro dono comparativamente a f1 podia lhe trazer problemas.
    E é que depois sao carros completamente diferentes dos que o alvaro esta habituado, eu sei que e importante ganhar rodagem no inverno mas mesmo assim duvido que este convite traga algo de positivo para o alvaro a nao ser que seja para um patrocinador. Enfim tenho confiança nas escolhas e decisoes do alvaro por isso se ele aceitou foi porque pensou que lhe trazia algo de bom.

    cmprts

    • mais importante que isso é o facto de ultimamente estar muito solicitado! que diferença comparativamente À um ou 2 anos atrás…! o meu obrigado ao pedro moreira santos e à polaris sports pelo trabalho que têm vindo a desenvolver .

  6. e verdade mas penso que aceitar propostas que a primeira vista não favorecem o piloto (devido ao tipo de carro), não seja muito bom. Mas como já aqui disse tenho fé que as acções do Pedro Moreira dos santos levarão o Álvaro a f1 em 2010 numa boa equipa

  7. Bem, o convite para a Superleague julgo que seria para a época inteira. Neste caso é só um fim-de-semana de corridas e que, acredito, até ajuda a preparar a concentração e ritmo para as corridas, apesar do carro bem diferente de um Fórmula. Experiência que se acumula e visibilidade adquirida. É de congratular o convite e que possa sair um bom resultado.

  8. Olá Amigos;

    Acerca deste topico, penso ser positivo a abordagem a um fim de semana nos GT’s, quem não aparece esquece, para além disso anda sempre gente “interessante” nos paddock e não se esqueçam que o proximo GP é em Espanha.
    Assim em termos de marketing tá bem pensado.
    Agora e um pouco off topic, já uma vez aqui deixei esta opinião, que vi partilhada por outro amigo do blog recentemente.
    Acho que a Polaris, deveria ela própria pensar em investir na aspecto mais técnico da carreira do AP.
    Estou a falar de coaching ao nivel do trabalho mental e psicologico do piloto.
    Todas as equipas de F1 o fazem, as de GP2 não sei, mas duvido devido a diferença de budgets, mas é um aspecto fundamental.
    A abordagem ás corridas do AP não tem sido a melhor na ultima epoca e mesmo nas WSR se notava.
    O talento está sem duvida lá, agora assim como um jogador de outra qualquer modalidade é trabalhado para rentabilizar a 110% as suas capacidades o AP deveria fazer o mesmo trabalho.
    Os gurus estão ai e são sobejamente conhecidos no meio, dai achar que esse trabalho é fundamental, para quem aspira como disse o Sr Jorge Mendes a criar um “Alonso” Português, e realmete pode cria-lo, pois o talento existe, mas como todos sabemos só talento não chega.
    Fica aqui o desafio ao Pedro Moreira dos Santos, para além de gostar imenso de ouvir a opinião de ambos, o AP e o PMS sobre o tema, numa proxima oportunidade claro.

    Força Alvaro leva o Ferrari aos limites, estaremos sempre aqui para ti!!!

    Um Abraço a todos

  9. GP2

    A GP2 é a principal categoria de acesso à F-1. Como tal, fez algumas mudanças em seu regulamento devido ao forte impacto da crise sobre o setor automobilístico. A fim de evitar debandadas de equipes, foram reduzidos os custos de peças importantes fornecidas pela Dallara – também fabricante dos chassis – e os gastos gerais da temporada. Foram ainda cancelados os testes e a utilização do túnel de vento durante o campeonato. A organização também irá exigir uma diminuição de pessoal nos times: até a metade do calendário, serão permitidas 13 funcionários por GP; depois, apenas 12. O formato dos finais de semana de prova e o calendário, que segue a fase européia da F-1, continuam iguais.

    Regulamento técnico

    O carro
    Como há apenas um construtor – a Dallara –, os carros têm medidas iguais. O comprimento dos bólidos é de 4.867 mm; A largura é de 1.805 mm, já com os pneus; e a altura tem 1.805 mm. Até o entre-eixos é fixo: 3.120 mm. O peso, já com o piloto, deve ser de 688 kg. A estrutura principal do carro é a célula de sobrevivência, em forma de colméia e feita de carbono e alumínio. Antes da aprovação dos carros, são feitos testes de impacto direcionados em dianteira, traseira, lateral e coluna de direção. Há, também, cabos de segurança para que os pneus não se soltem do carro em acidentes. Não é permitido nenhum desenvolvimento aerodinâmico ou atualizações do chassi por parte das equipes. Reparos também ficam por conta da fabricante italiana.

    O câmbio
    Borboleta, sequencial de seis marchas. O controle de tração e o controle automático de largada continuam proibidos.

    O motor
    Os propulsores da categoria são V8, com 600 HP, desenhados pela Renault – mas montados, mantidos e reconstruídos pela Mecachrome. Depois de um período que gira entre 4.000 a 4.500 km, eles são reconstruídos pela empresa franco-canadense.

    O combustível
    O tanque tem capacidade para 125L, de acordo com as especificações da FIA. Os carros da GP2, assim como a F-1, utilizam gasolina.

    As rodas e os pneus
    As rodas seguem as mesmas dimensões da F-1: entre 305 e 355 mm de largura na frente e 365 e 380 mm atrás. Os aros são feitos de magnésio. Ao contrário da F-1, que voltou a adotar os pneus slicks apenas este ano, a GP2 os utiliza desde seu surgimento, em 2005. Cada composto é feito exclusivamente pela Bridgestone para a categoria.

    Regulamento esportivo

    Os participantes
    Estão confirmadas 12 equipes e 24 pilotos na categoria.

    Os treinos e a classificação
    À exceção de Mônaco, quando as atividades começam na quinta-feira, os treinos livres são na sexta e duram meia hora. A classificação acontece pouco depois, em fase única e trânsito livre de todos os pilotos durante outros 30 minutos. Quem fizer o melhor tempo larga na pole da primeira corrida e ganha dois pontos.

    A prova 1
    É disputada em 180 km ou 1h15, e é obrigatório que cada piloto faça ao menos uma parada nos boxes – a partir do fim da segunda volta – e troque no mínimo dois pneus. A pontuação obedece o sistema da F-1: os oito primeiros colocados ganham, na ordem, dez, oito, seis, cinco, quatro, três, dois e um ponto. É cabido um ponto àquele que marcar a melhor volta – desde que termine entre os dez primeiros e tenha largado do grid.

    A prova 2
    O grid para esta corrida é determinado pela ordem inversa dos oito primeiros colocados, seguida pela disposição normal das colocações da prova 1. Esta prova é mais rápida: termina após 120 km percorridos ou 45 minutos passados. Os pit stops são proibidos, exceto em caso de danos no carro – o que inclui os pneus. Os pontos, de seis a um, são concedidos aos seis primeiros colocados. A melhor volta também rende um ponto, nas mesmas condições da prova 1.

    O safety-car
    O pitlane continua aberto. Não é permitida recuperação de voltas atrasadas durante o período em que o Safety Car estiver na pista.

    Os pneus
    Em cada final de semana, os pilotos podem usar até quatro jogos. Na prova 2, deve-se largar obrigatoriamente com um novo jogo. Cada pneu pode ser trocado se algum dano trouxer insegurança para si ou para os outros pilotos.

    A volta mais rápida
    Se o piloto que marcou a melhor volta não completar a prova entre os dez primeiros ou tiver largado dos boxes, o ponto devido será dado a quem se encaixar a estes tópicos. Se o recorde da pista for batido, não há valores diferentes para cada uma das provas; vale o melhor dos tempos.

    As regras e regulamentos que nem todos vao cumprir.lol lol.

  10. em relacao ao convite que o alvaro recebeu da parte da aurora racing team , a minha opiniao e muito modesta pois o convite so demonstra a qualidade do nosso alvaro. resultados nao espero mas que pelo menos termine a prova o que nao seria mau . pode tambem acontecer uma surpresa , nao e meu caro alvaro.abracos e ja agora onde posso ver a corrida´?

  11. Já agora se alguém encontrar um linkzito para ver a corrida, os agradecimentos costumeiros.🙂

  12. TV TIMETABLE SPANISH GT CHAMPIONSHIP

    Saturday 7 June

    1ª Race

    Canal + Sport (Live)

    1ª Race

    Popular TV ( channel TDT)

    2ª Race

    Sport TV (Portugal)

    SIC Internacional

    RTP2

    Sunday 8 June

    2ª Race

    Canal + Sport (Live)

    2ª Race

    Popular TV (channel TDT)

    2ª Race

    Sport TV (Portugal)

    SIC Internacional

    RTP2

  13. Citando o Autohoje:

    “Álvaro Parente vai disputar apenas a primeira jornada da nova temporada GT de Espanha, no Circuito de Valência, mas promete ficar ligado à história da prova, tendo em consideração o bom desempenho nas duas sessões de treinos.

    Depois de ter garantido o segundo melhor tempo na primeira sessão, a 0.044 segundos de Josep Rayola e Marc Carol, Parente, que forma dupla com Isaac Tumlu, superou a concorrência nos segundos treinos, ao registar 1:38.495 segundos como melhor tempo.”

    Cumprimentos

  14. e esse tal link, please

  15. pessoal, o site oficial do CEGT é este :

    http://www.gtsport.es

    mas até agora não soube ne nada.o site é muito fraquinho…alguem sabe de novidades que queira partilhar com a malta ? o varinho deve tar a dar cabo daqueles amadores espanhois e nos aqui sem saber nada…

  16. 02 Maio 2009 15:30

    Álvaro Parente, que forma dupla com Isaac Tutumlu, conquistou a «pole position» na segunda sessão de qualificação realizada hoje no Circuito da Comunidade Valenciana, depois de registar 1:35.817 minutos como melhor tempo.

    O piloto português vai disputar apenas a primeira jornada do GT de Espanha, mas demonstra que poderia lutar pelo título de campeão, caso disputasse as restantes provas de 2009. Em bom plano esteve, também, Ricardo Bravo, companheiro de Lourenço Beirão da Veiga que obteve o quarto registo na pista espanhola, a 1.446 segundos de Parente, enquanto que, no sexto posto, surgiu Pais do Amaral.

    Na GT Light, Ni Amorim foi o mais rápido, Francisco Lorena ficou com o terceiro melhor tempo e, na GTS, Armando Zagalo registou, também, a terceira posição.

    Os pilotos disputam a primeira corrida do campeonato, a partir das 16.55 horas.

    Mais competições em acção

    Na primeira Copa Peugeot, que se disputa também na pista de Valência, Nuno Vinagre e Luís Pedro Magalhães, condicionado pelo calor que invadiu a pista espanhola, ficaram na quarta e na décima segunda posições, respectivamente, e, na Mini Challenge, Pedro Petiz reagiu bem e garantiu a sexta posição, depois de ter sido «atirado» para o fim da grelha de partida, ao ser penalizado por comprar gasolina fora do circuito de Valência.

    David Saraiva foi o melhor português na Supercopa Seat Leon, com o oitavo lugar, à frente de Vítor Souto e Francisco Carvalho, décimo terceiro e décimo sexto classificados, respectivamente. Miguel Freitas (17º), Hugo Mesquista (24º) e Gonçalo Araújo (a duas voltas) foram os outros portugueses em competição.

    Visto: (62)

    Seja o primeiro a comentar.

    Escrever comentário
    O assunto do seu comentário deverá ser relevante para o artigo.
    Ataques pessoais serão eliminados.
    Por favor, não use os comentário para publicitar o seu site / negócio ou será eliminado.

    Nome:
    E-mail
    Comentário:

    Código:*

  17. É a Pole meus amigos. A resposta está dada pelo Álvaro Parente. Não há duvida que este piloto tem um enorme potencial e que equipas técnicas dos diferentes campeonatos têm os olhos nele. Por este andar vai ser muitas mais vezes convidado a dar uma perninha noutras provas. Se o Alvaro conseguir gerir as provas do GP2 com maior equilibrio , vai ser um dos pilotos a bater e se conseguir demonstrar com consistência o seu valor obtendo resultados, é quase certa a entrada na F1.

    obs final: Não conheço muito bem o campeonato GT em Espanha, mas com tantos Portugueses por lá com maioir experiência nestes carros, não parece estranho que o AP demonstre tal diferença desempenho?? Será do carro ? Da Sorte de iniciante ?
    Força Alvaro , mostra do que és capaz .

  18. Parente em 4º, noticia sportmotores!

  19. Clasificación 1ª carrera:
    1. Bravo/da Veiga Ferrari 430 GT 46:05.483
    2. Amaral/de Castro Porsche 997 RSR +15.076
    3. Sundberg/López Ferrari 430 GT +15.435
    4. Tutumlu/Parente Ferrari 430 GT +20.370
    5. Mayola/Carol Ferrari 430 GT +21.571
    6. Cerqueda/Sicart Ferrari 430 GT +27.519
    7. Villalba/Gutiérrez Ferrari 430 GT +34.460
    8. Castro/Díez Villarroel Porsche GT3 RSR +1 vta (1º GTS)
    9. Palencia/Puig Ferrari 430 GTS +1vta
    10. Zagalo/Silva Ferrari 430 GTS +1vta
    (…) um bom resultado , sem qualquer duvidas . parabens

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: