Álvaro Parente recupera até aos pontos

_3GD9710

Álvaro Parente alcançou hoje na segunda corrida de GP2 do programa do Grande Prémio de Fórmula 1 da Hungria um bom sexto lugar, conquistando mais um ponto para o campeonato.

Tal como esperado, devido à impossibilidade de ultrapassar no circuito de Hungaroring, os primeiros momentos da prova seriam preponderantes e, apesar de não ter subido na classificação logo no arranque, o piloto português ascendeu ao sexto posto ainda durante a primeira volta, depois de Pastor Maldonado ter precipitado um incidente que o atrasou, assim como a Davide Valsecchi, e atirou Davide Rigon para o abandono.

Ao longo das vinte e oito voltas, Álvaro Parente fez sempre parte integrante do grupo que seguiu Giedo van der Garde, o líder, terminando a prova de hoje a menos de três segundos e meio do vencedor e encostado em Javier Villa. “Não era possível fazer muito mais que conquistar o sexto lugar! Tentei passar o Romain Grosjean e o Lucas di Grassi na primeira curva, mas não foi possível e fiquei no nono posto. Acabei por subir três posições devido a um incidente que ocorreu à minha frente e partir daí não consegui ganhar mais nenhuma posição, apesar de ter rodado sempre ao ataque e de estar sempre encostado no Grosjean, primeiro, e no Villa, quando este perdeu posições devido a um erro”, afirmou o piloto apoiado pela Soccerade, Delta, TMN, Aurora Group, Geotur e Cision.

Apesar do ponto conquistado hoje, o jovem da Ocean Racing Technology mostrou-se desapontado com os desfecho deste fim-de-semana, dado que esperava poder lutar pelas posições cimeiras, à semelhança do que aconteceu nas últimas corridas, o que não se verificou em Hungaroring. “Não tínhamos o carro tão eficaz como esperávamos, dado que perdíamos algum tempo no segundo sector. Já estivemos a analisar a telemetria deste fim-de-semana e estou confiante de que a equipa poderá encontrar uma boa solução para Valência”, apontou esperançado Álvaro Parente.

A temporada europeia da GP2 terá agora um interregno de quatro semanas, regressando à actividade em Valência, onde a competição que é considerada a antecâmara da Fórmula 1 voltará a competir num circuito citadino.

13 Respostas

  1. fonte : abola.pt
    «Na segunda corrida foi tudo diferente. O carro estava bem melhor, pelo que consegui chegar a sexto e defender a posição. Também o desgaste dos pneus foi menos acentuado, o que contribuiu para a nossa prestação», disse o piloto português no final da corrida, lamentando o nono lugar na corrida de sábado: «Claro que se tivesse sido oitavo na corrida de sábado tudo poderia ser diferente, mas, dadas as circunstâncias, foi positivo. As corridas são mesmo assim e o nosso carro não esteve ao melhor nível na Hungria, enquanto na Turquia éramos os mais rápidos em pista. Vamos continuar a trabalhar e acredito que em Valência vamos voltar a ser mais fortes.»

  2. Boas prestações Alvaro, pois percebia-se até na TV que o teu carro tava dificl.
    FORÇA para Valencia.

    Sempre contigo…….

    Abraço a ti e a todos os amigos do forum.

    Até valencia.

    OFF POST: João existe algum contacto para podermos estar com o Alvaro em Portimão???? Era uma boa prenda para o “pessoal”………

  3. Gostei da corrida e da actitude do Alvaro.Foi pena na 1ª corrida não ter chegado a 8º,pois poderia ter ganho hoje.Mas são corridas e tudo pode acontecer.Boas ferias se caso disso,ate Valencia.E bons contactos,e negocios com patrocinadores para visar o futuro, num carro o mais competitivo possivel na modalidade que todos nos mais gostamos.A F1.

  4. Na verdade acho que este foi um dos melhores fim de semana de GP2 por que passou o Álvaro, sobretudo porque me parece que o carro desta vez funcionou como handicap, devido a um acerto que tardou.
    Só por pouco não chegou aos pontos na primeira corrida (tendo saído de 14º – a sublinhar) e volto a referir que na segunda curva não fosse o acidente ao lado dele que o levou a fazer uma trajectória por fora para evitar contactos, teria ficado mais à frente logo no início.
    De todo o modo foi uma grande recuperação. Grosjean ficou atrás. Hoje correu bem no arranque, passou o Hulkenberg e fez aquilo que muitos pediram: chegar aos pontos. Esteve bem na corrida e não deu chances ao Hulkenberg.

    Vejo pelas declarações que a confiança está intacta para a próxima prova. É isso e seguramente ainda vai dar para triunfar. Para o Álvaro e toda a equipa, continuem a desenvolver e a trabalhar bem no carro. Ainda faltam muitas corridas.

    • O Grosjean ficou em 4º na 2ªa corrida.

      • pois mas ainda me gostava de perceber que “raio” de coisa foi aquela com a penalização do Perera. É que ninguem no planeta entendeu aquilo.
        O Grosjean ainda tá muito verde…………
        Mas tá verde com GRANDES padrinhos……

        lolol

  5. Também notei que o acerto do carro não estava grande espingarda.
    Com um pouquinho mais de sorte, o fim de semana podia ter sido bem mais produtivo…
    O circuito de Valencia é bastante variado com curvas rápidas e lentas e com travagens bastante fortes. Estou confiante que o Álvaro se dará bem ali.
    Espero que a equipa trabalhe bem até lá.
    Boa sorte para o Álvaro e para a ORT.

  6. Nesta corrida o Álvaro fez uma excelente recuperação, só foi pena na qualificação não ter estado tão bem, notava-se que teve muita dificuldade no controlo do carro durante o fim de semana, mas como sempre nunca baixa os braços e tenta extrair sempre o máximo do carro e dar o seu melhor!
    Força Álvaro, estamos contigo!

  7. Foi mais uma boa corrida. Pena que não tivesse dado para chegar um ou 2 lugares mais à frente.

  8. Caros colegas do Blog.Onde pensam que o Alvaro pode chegar ainda esta epoca? A 3º ou 4º no campeonato, ou ainda são mais optimistas?
    Cumprimentos.

    • 3º ou 4º talvez seja complicado dado que vamos a meio do campeonato, talvez o top 8 ainda seja possível, o facto de a primeira metade do campeonato nao lhe ter corrido de feição acaba por condicioná-lo na pontuação. Mas ainda acredito que vai conseguir vencer no mínimo uma corrida este ano!
      Abraço

    • Concordo com o Diogo, 3º ou 4º será complicado, e entrar no top 8 será praticamente o máximo que poderá almejar com algum realismo.
      Vencer uma corrida iria ajudar bastante, e também acredito que seja possível.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: