Álvaro Parente à beira dos pontos

Álvaro Parente terminou a segunda corrida da ronda de Barcelona de GP2 Series no sétimo posto, cruzando a linha de meta a pressionar o sexto classificado, o último lugar com direito a pontos.

O regresso do piloto português à competição que acompanha as etapas europeias do Campeonato do Mundo de Fórmula 1 teria sempre que passar por uma fase de adaptação, uma vez que, desde que pilotou um carro da categoria pela última vez, muitas alterações foram realizadas, sendo as mais evidente a utilização de um novo carro e a substituição dos pneus Bridgestone pelos Pirelli.

No entanto, o reconhecido talento de Álvaro Parente permitiu-lhe estar em liça pelo derradeiro lugar nos pontos até à bandeirada de xadrez na prova de hoje, depois de ter arrancado do décimo primeiro lugar da grelha de partida. “É muito difícil ultrapassar em Barcelona, principalmente quando todos têm pneus novos. Consegui subir alguns lugares devido a incidentes à minha frente, o que me permitiu lutar pelo sexto lugar. Pressionei o Kral ao longo de toda a corrida, mas ele não cometeu erros significativos e não o consegui passar”, afirmou o jovem português.

Atendendo às circunstâncias, Álvaro Parente faz um balanço positivo da sua passagem pela etapa de Barcelona da GP2 Series, apesar de todas as novidades que teve que descobrir. “Sabia que não poderia aspirar aos resultados pelos quais normalmente me bato, dado não ter testado o novo carro e os novos pneus, mas penso que, ainda assim, tive uma prestação positiva, tendo ficado muito perto de pontuar, na segunda corrida. Quero agradecer à Racing Engineering pela oportunidade que me ofereceu e por todo o apoio que me foi dando ao longo do fim-de-semana. É claramente uma equipa de topo”, concluiu o único português a vencer corridas desta categoria.

10 Respostas

  1. Pois é, nós nem falámos muito nisto, mas… quando se vê o Álvaro a fazer tão bem, sem conhecer o carro ou os pneus, como fazia muitas vezes na Ocean com muitos Kms de treino, consegue-se perceber a qualidade desta equipa. Se o Álvaro estivesse na RE a tempo inteiro, seria uma séria ameaça…

    • A qualidade está lá, quer na equipa, quer pelo Álvaro. Diria que foi um misto.
      2009 teria sido um ano bem diferente se o Álvaro estivesse na RE, mas o passado foi o que foi, o presente é o que temos, e o futuro temos que o construir. Com estes resultados, o Parente preparou futuras idas à GP2, ficando como piloto “de reserva” para a RE em caso de necessidades futuras e, quem sabe, até pode vir a integrar a equipa de uma forma mais definitiva, se as condições assim o criarem (aceitação da McLaren, do piloto e seu management, e necessidade da equipa), no entanto este cenário é extremamente improvável, e já para a semana, no Mónaco, o Álvaro só lá deverá estar como convidado por alguém, empregado da McLaren, ou simplesmente como visitante do Paddock…
      Já agora, será que o Álvaro esteve pouco ou muito tempo com o seu patrão? Quem sabe se até festejou com eles o duplo pódio.

  2. Pessoal; no facebook do Álvaro há um post que refere estar em viagem para Paris. Será que vai fazer a corrida do Mónaco da GP2 este fim-de-semana?

  3. Está confirmado, vai fazer a GP2 no monaco😀

    http://autosport.aeiou.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=as.stories/97046

  4. Sim O Alvaro vai estar no Monaco com A RE !!!!!

  5. Yeah!

    Muito bom. Convite estendido a uma das provas mais emblemáticas do calendário!

    Força, Álvaro!!

  6. Há um artigo sobre o Álvaro na Autosport Inglesa. Contudo só quem tem subscrição é que pode aceder. Caso alguém tenha, ou consigam arranjar por outra forma, podiam colocar no blog.

    http://plus.autosport.com/premium/feature/3539/parente-late-change-of-plans/

    Cumprimentos

  7. Muito bom mesmo.Esperemos que corra bem,agora o Alvaro mais familiarizado com o carro e com os pneus Pirelli.
    A Mclaren deve ter mão nisto, talvez para o Alvaro passar informação sobre pneus etc etc para a equipa.

  8. Parabéns ao Álvaro por ser novamente escolhido pela equipa. É sinal que continuam interessados nos serviços deles, e que não os desiludiu.

    Mas há que ter os pés no chão: nem o Álvaro terá à partida condições para ganhar, ou até ir ao pódio, nem este novo terá dedo da McLaren (o Álvaro sempre teve boas relações com a RE, e a McLaren apenas tem permitido estas corridas, porque não a prejudica).

    Agora, e tirando os pés do chão, vamos ganhar isto, sempre a fundo!

  9. Nem sei o que dizer .Simplesmente BRUTAL!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: