“Ainda temos trabalho pela frente”

Álvaro Parente esteve nos dois últimos dias a testar em Navarra o McLaren MP4-12C da Hexis Racing, equipa com a qual disputará o Campeonato do Mundo FIA GT1, tendo chegado a algumas conclusões interessantes, mas consciente de que existe ainda trabalho pela frente.

O jovem piloto português tem este ano uma época extremamente ocupada, com a sua participação no Blancpain Endurance Series e na mais importante competição mundial dedicada a carros de GT.

Depois de ter efectuado um ensaio bastante proveitoso com a United Autosports há alguns dias (Blancpain Endurance Series), foi a vez de esta semana prosseguir com a Hexis Racing a preparação do Campeonato do Mundo FIA GT1, com mais um teste, desta feita em Navarra.

Álvaro Parente, juntamente com Grégoire Demoustier – o seu colega de equipa, trabalharam afincadamente com a equipa Campeã do Mundo, tendo conseguido evoluir o carro britânico. “Este teste correu bem, continuámos a evoluir o carro e chegámos a algumas conclusões interessantes que serão benéficas para toda a temporada, que se advinha bastante competitiva. Mas temos ainda algum trabalho pela frente para o McLaren MP4-12C GT3 ficar como pretendemos”, afirmou o piloto oficial da McLaren GT.

Na próxima segunda-feira Álvaro Parente sentar-se-á novamente a bordo do carro número dois da Hexis Racing, desta feita em Nogaro, com o intuito de preparar o princípio da época, que se realizará no fim-de-semana seguinte no mesmo circuito francês. “Na próxima semana vamos realizar os testes oficiais e vamos trabalhar para resolver alguns problemas que ainda estão por solucionar, mas julgo que estaremos em condições de começar bem a temporada, que se inicia no fim-de-semana seguinte em Nogaro”, concluiu o piloto português.

Advertisements

4 Respostas

  1. Força Alvaro! Cá estaremos para te apoiar nas corridas

  2. O Alvaro esta na Mclaren nos Gts, uma grande casa como diz, mas está na sombra do Button, e do Hamilton, e nunca lá vai chegar, a testar pelo menos um F1 . Opção, como diz mas perdeu a oportunidade e não tentou a Indy mau demais para ser verdade, e um espectaculo tambem por vezes senão superior a F1. O Barrichelo lá anda feliz e contente na KV, o Alvaro entendeu os GTS, tenho pena que o desfeche seja este, com o a vontade que o Alvaro tinha nos monolugares. Não vai sair da sombra,perdeu a oportunidade de mostar ao Mundo um piloto sem dinheiro, mas grande muito grande. Mal aconselhado seguiu as pisadas de querer garantir um futuro, que nestas modadlidades e 3, 4 anos, muito pouco tempo. o futuro assegurado. Agora nos Gts mau demais para ser verdade, recuou bastante na sua carreira para agarrar uma oportunidade Maclaren.Tal como um roupeiro que trabaha para um grande club..

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: