Álvaro Parente larga da terceira linha

Álvaro Parente assegurou esta tarde a sexta posição na grelha de partida para a corrida de Silverstone do Blancpain Endurance Series, um resultado que lhe permite lutar pelas posições cimeiras da prova de três horas a realizar amanhã.

O piloto português defende este fim-de-semana as cores da United Autosports ao volante do McLaren MP4-12C GT3 da formação inglesa e hoje na qualificação para a ronda inglesa da mais importante competição de endurance dedicada a Grand Turismos voltou a mostrar todo o seu talento, apesar de ter ao seu dispor um carro difícil.

Numa qualificação dividida em três segmentos Álvaro Parente efectuou a Q3 e foi ele que registou o crono para qualificar o McLaren número vinte e dois, que divide com David Brabham e Matt Bell. “Penso que poderia ter ficado um pouco mais à frente, dado que apanhei algum tráfego na minha melhor volta, mas ainda assim o sexto posto não é um mau resultado para a corrida de amanhã. O carro está um pouco nervoso nas curvas rápidas uma situação que temos que rever para a prova de amanhã”, afirmou o piloto oficial da McLaren GT.

A arrancar da terceira linha da grelha de partida, o jovem português encara a corrida de amanhã, que terá a duração de três horas, com optimismo, muito embora aponte que é necessário melhorar o comportamento do McLaren MP4-12C GT. “Temos uma afinação talhada para corrida, pouco exigente com os pneus, mas precisamos de tornar o carro mais previsível, dado que está muito nervoso. É uma prova longa, eu vou fazer o último turno, e as paragens nas boxes serão muito importantes. Penso que, se tudo correr bem, poderemos garantir um bom resultado”, sublinhou Álvaro Parente com confiança.

A prova de amanhã terá o seu início às 11h45, hora de Lisboa, podendo ser seguida através da transmissão em directo no website oficial do Blancpain Endurance Series (http://www.blancpain-endurance-series.com).

6 Respostas

  1. Vamos Lá, Varinho! Dá lhe com a alma!😉

  2. De facto não sei o que poderá acontecer para o Álvaro Parente ter qualquer hipótese de vencer uma prova . Com os seus colegas em pista , o carro anda para trás , com o Álvaro a pilotar há que recuperar o prejuízo o que em geral é impossível, mesmo para um grande piloto. Não é que o Demoustier andou sistematicamente nos lugares da frente com o mesmo carro , quase até ao fim ? Sabendo-se da experiência e virtuosismo do AP na chuva (quanta mais melhor ) como é que a equipa insiste em jogar a sua posição no fim , quando já não pode tirar o mesmo partido do estado do tempo ?
    É frustrante mas há que acreditar que os resultados vão aparecer .

  3. e resultados deste fim de semana ?

  4. 23 ª posiçao

    • iam acho que em 12º segundo até que o brabham resolveu mandar o carro para a gravilha, só que para de lá sair….acontece, mas já se viu que quando a corrida corre sem esses precalços dá para fazer bons resultados como na ultima corrida do fia-gt1

  5. Não há maneira de esta sorte mudar! Arranjem lá companheiros de equipa em condições para o Álvaro, senão não consegue ganhar uma corrida com o Mac!
    Álvaro, vê se dá para fazeres umas “corridinhas” nos EUA. Tu e o João Barbosa juntos” partiam” aquilo tudo! Parabéns também ao JB pela excelente corrida ( a 30 min do fim era 8º ) e pela vitória na Grand-Am este fim-de-semana.

    Cumprimentos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: