Abandono “trava” Álvaro Parente

Álvaro Parente mostrou, uma vez mais, o seu reconhecido valor, ao adoptar um ritmo infernal no seu turno de condução e assinando a volta mais rápida, mas não conseguiu evitar o abandono na Corrida de Campeonato da ronda da Eslováquia devido a um radiador furado.

Depois da desistência de ontem, o McLaren MP4-12C #2 da Hexis Racing arrancou da última posição através das mãos de Grégoire Demoustier, esperando o piloto português uma prova difícil, o que acabou por se verificar.

 

No entanto, assim que o jovem do Porto se sentou ao volante do carro de Woking rapidamente se assumiu como o piloto mais rápido em pista, tentando recuperar o maior número de posições possível, mas acabou por ser apanhado por uma pedra projectada por uma saída de pista de um outro concorrente. “Sabíamos que teríamos hoje um desafio difícil, dado que arrancávamos do último lugar. Tentei dar o máximo e o McLaren estava competitivo, o que me permitiu assinar a volta mais rápida da corrida, mas uma pedra furou o radiador e fui obrigado a abandonar”, afirmou desapontado o piloto oficial da McLaren GT.

 

O fim-de-semana eslovaco não correu de feição ao português, muito embora tenha mostrado toda a sua rapidez sempre que esteve em pista, estando já de olhos postos na etapa do Algarve do Campeonato do Mundo FIA GT1, que se realiza entre 6 e 8 de Julho. “A nossa passagem pelo Slovakia Ring não foi muito positiva, mas mostrámos que o McLaren MP4-12C é competitivo e que a Hexis Racing é uma equipa muito eficaz. Agora estou já ansioso pela corrida de Portugal, onde conto com o apoio dos meus conterrâneos e onde espero poder oferecer-lhes um bom conjunto de resultados”, sublinhou Álvaro Parente.

 

Pelo meio, o piloto português terá ainda uma corrida em Paul Ricard, a terceira ronda do Blancpain Endurance Series, que se disputará no próximo dia 1 de Julho.

6 Respostas

  1. Troquem de colega de equipa, o Grégoire Demoustier é muito fraquinho… eu estive a acompanhar a corrida e ele perdia 2 a 3 segundos por volta para o outro McLaren da equipa. Com este colega a estragar as corridas ao Álvaro ele não vai ter resultados de relevo este ano!

    • Vitor completamente de acordo, apenas com uma correcção.
      O Mclaren nº 1 do mako estava a rodar no segundo 3 e o Amostra (desculpem Demoustier) rodava no segundo 8.
      A diferença de andamento era de 5 seg. Ainda pensei que seria problema no carro mas depois de agarrar o volante o Varinho tirou-e as duvidas ao fazer a volta mais rápida da corrida.
      Depois a pedra, fd……..ssssss. o azar.
      Mas com aquele franciu o varinho bem pode dar 20 seg ao segundo que o gajo baralha-se todo quando pega no carro. Então se chover, manda-se mesmo para as couves.
      Quando será que o Dumas substitui o gajo e coloca no carro dois um piloto??

      Abraço a todos.

      • P.S – De qualquer forma, FORÇA PARENTE!!!

      • Este fim de semana não tive ocasião de ver as corridas, mas pelo que estou a ver correu tudo menos bem.
        E é cada vez mais difícil defender, de alguma forma, o Demoustier.

        De qualquer forma, força Parente!

  2. Quer dizer tantos problemas no carro e tanto trabalho para os solucionar, para agora a fia lhes meter uma limitação no motor que volta a trazer problemas para o carro. Assim é complicado, e se juntar o demousier à equação…..
    Um piloto por muito bom que seja, também precisa de um pouco de sorte, coisa que o Álvaro não tem tido, infelizmente.

  3. Boas para a corrida de portimão sabem de ha hipotese de estar com o alvaro.?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: