Álvaro Parente sobe ao pódio

Álvaro Parente teve uma estreia notável em Bacu, terminando em segundo lugar a sua corrida de qualificação, o que, juntamente com o resultado do seu colega de equipa, permite ao McLaren MP4-12C GT3 número dezoito da Hexis alinhar da segunda posição da grelha de partida da corrida de amanhã, a mais importante do evento Baku City Challenge.

As ruas da capital azeri prometiam ser desafiantes para o jovem português, até por que este, apesar de já ter vencido nas ruas do Mónaco, nunca tinha rodado com um GT de competição num traçado citadino.

No entanto, cedo Álvaro Parente mostrou a sua rapidez, perfilando-se como o mais sério candidato à pole-position da sua qualificação. Porém, uma ligeira imprecisão ditou um toque num dos muros de protecção – que foram causando inúmeras vítimas – impedindo-o de alcançar o melhor lugar da grelha de partida, assegurando ainda assim a quarta posição.

No seu estilo habitual, o piloto oficial da McLaren GT iniciou a sua corrida de qualificação ao ataque e, com um bom arranque, ascendeu à segunda posição, passando a pressionar o primeiro classificado. Contudo, com diversos carros a visitarem os muros de protecção, a prova foi interrompida por duas vezes, acabando por não ser reiniciada, o que impediu que Álvaro Parente pudesse tentar alcançar a vitória.

O piloto do Porto mostrou-se satisfeito com o resultado, muito embora tenha ficado com o amargo de boca de quem sabe que poderia ter triunfado. “O resultado é bom e permite-nos acalentar esperanças para a prova de amanhã. Dei um toque nos muros na qualificação, algo que não me lembro de fazer num traçado citadino, mas são situações normais quando se ataca. Penso que poderia ter conquistado a pole-position, mas acabei no quarto lugar”, começou por dizer Álvaro Parente, que acrescentou: “Na corrida, fiz um bom arranque e passei a pressionar o líder, mas com os acidentes que ocorreram nunca tive a possibilidade de tentar ultrapassá-lo, muito embora não fosse fácil, dado que ele também estava muito forte”.

Com o seu resultado e o do seu colega de equipa, Rob Bell, o McLaren MP4-12C GT3 do português alinhará no segundo lugar da grelha de partida, o que permite à dupla bater-se pelo triunfo ao longo da prova de uma hora a realizar amanhã. “Estamos competitivos e, a arrancar da primeira linha, penso que teremos uma palavra a dizer na luta pela vitória. No entanto, esta pista tem muitas armadilhas é preciso manter a concentração máxima ao longo de toda a prova. Vamos dar o nosso máximo e esperar que possamos subir ao degrau mais alto do pódio”, assegurou Álvaro Parente.

 

 

 

A prova de amanhã terá o seu início às 12h10m e poderá ser acompanhada em directo através do seguinte link: http://www.citychallenge.com/baku/live-streaming.

Anúncios

30 Respostas

  1. […] […]

  2. Um início prometedor.
    Boa sorte, sempre a fundo!

  3. Revolta !! É o que se pode sentir após ver uma vez mais a sorte que o destino reserva ao AP . Depois de uma exibição notável a partir do momento em que se sentou no Mac ,com cerca de 14 s de atraso para o terceiro classificado , “comendo” quase 1s por volta a toda a gente , ultrapassa os dois BMW na mesma volta e parte á “caça” do Mac 17 . Mas não tinha dado uma volta após esta demonstração de virtuosismo puro e o MAC 18 “foi-se” . É mau de mais para aceitar de bom grado , pois não é comum um Piloto com tanto valor ter frequentes prejuizos por motivos alheios. Fica decerto com muitos fãs AZERIS , pois que esteve no circuito não vai esquecer tão cedo a exibição do nosso Piloto. Pode ser que num país inundado de Petróleo , alguém lhe dê a mão para poder ir demonstrar todo o seu valor para a montra principal : F1

    Parabéns Álvaro

    nota: alguém que já andou por aqui , foi dizer para o AS que este Blog está morto . Será que vamos deixar ? O AP não merece tal desfecho pois ele ainda não desistiu …

    • Acho que já aqui disse isto mas vou repetir. Antes um blog com poucos e bons que um site como o autosport em que não encontras um único artigo onde nos comentários não se estejam a insultar uns aos outros.

    • E esse alguém já voltou, apesar de dizer que não o faria ahahah :p

      O Blog não está morto, está aqui para quem quiser acompanhar a carreira do Varinho 😀

      Mas uma coisa é certa, não nos podemos dar ao luxo de ter a interação que tínhamos antes com o Álvaro, por motivos pessoais e mesmo porque a comunicação com o Álvaro tornou-se mais complicada; ele passa muito mais tempo fora do país, agora, em Woking e noutras paragens.

      A mim parece-me que o Álvaro tem estado feliz, pois faz parte de uma equipa espectacular, é pago para correr e tem nas mãos um carro capaz de vencer (apesar de ainda ter alguns problemas de fiabilidade, todos sabemos que, se tivesse feito dupla com o Makowieki ou lá como se chama, o título mundial de GT’s seria “piece of cake!”). Pode ser que haja mudanças em 2013 🙂

      Grande abraço

  4. Parabêns pela performance (que não vi) mas foi aqui bem descrita.
    Agora o que interessa.
    De facto esta integração do Alvaro na Mclaren GT acredito ser o melhor para ele em termos financeiros e pessoais, já no aspecto desportivo foi um flop.
    O campeonato FIA GT foi o deserto que se viu ouve provas que alinharam 10 ou 11 carros ou menos. Provas em circuitos (alguns) que deixavam muito a desejar, os pilotos já forma bons, o lote de 2012 nem por isso, salvo 3 ou 4 excepções. Enfim um campeonato “moribundo” como alias se percebe pelas noticias.
    Depois a Blancpain series com a Unired, outro flop com a equipa a ir para o campeonato de Inglaterra de velocidade, bom e agora corre-se no Azerbeijão……… Baku é o sitio certo?? NBem as televisões lá vão. Só mesmo pelos dolares pagos as equipas seguramente existeiu um prova naquelas paragens do mundo.
    Assim e em termos desportivos é dificl manter vivo qualquer espaço de apoio ao Alvaro. Não porque ele não mereça, mas porque de facto não há nada a dizer. senão que o colega de equipa estraga-lhe as corridas (já de si uma seca) e que vai correr a Baku……..

    Entendo o mundo estra dificil, o emprego na Mclaren deve ser bem pago, mas desportivamente o Alvaro Parente desapareceu.. Esta é a dura realidade.
    Saudade dos tempos dos podiuns de GP2 vistos por toda a gente no mundo automovel…… enfim . Um de muitos talentos Portugueses que se perdeu e anda em competições que ninguem vê.

    Continuarei a apoiar o Alvaro sempre que ele corra numa prova com cobertura televisiva, mas a chama apagou, acho que isso devemos ser honesntos e admitir.

    Força Alvaro e que consigas siar deste marasmo desportivo onde te encontras.

    • É verdade que a carreira do Álvaro se desviou da ribalta do caminho para a F1 e, muito provavelmente, do próprio caminho para a F1. Mas, sejamos objectivos… que alternativa tinha ele aos GT’s na McLaren? GP2? Como, se não há apoios financeiros? Hoje em dia a GP2 (já nem falo da F1) exige apoios enormes, mesmo para uma equipa mais fraca como a SuperNova ou a Ocean… e voltar às WSR ou algo do género seria um passo atrás e só desprestigiaria a sua carreira. Neste momento é piloto oficial McLaren e está sob a alçada da McLaren, eu sei que não é o que todos desejaríamos, mas não é mau de todo. Temos que encarar a realidade, o Álvaro não teve a sorte de nascer num país maior ou mais rico, mas não deixa de ser um dos melhores pilotos do Mundo e não é por o objectivo da F1 ser cada vez mais impossível que vou esquecer-me disso.

      O Álvaro está no Mundial de GT, é candidato a um dos 4 principais títulos mundiais da FIA e isso é digno de acompanhar. Pode não ser um campeonato com a cobertura de outros, mas temos lá um piloto português que é um dos melhores do Mundo e para mim isso basta… tal como o Lamy (depois de sair pela porta pequena da F1), o Álvaro ainda nos vai dar muitas alegrias e encher o peito de orgulho.

      Força Álvaro!

  5. Aqui está o que tenho defendido. Apoio o Alvaro sempre, mas nos Gts não o farei.

  6. João

    o FIAGT até pode ser importante mas que na pratica o campeonato é uma miséria, as vezes nem 10 carros junta, la isso e.
    E depois corridas a dois nunca foi minha coisa, Veja-se os resultados com o Demoustier, Se é para correr Gt’s então temos DTM ou coisa do genero que esse sim dá pica.
    O Alvaro é um predestinado e um dos melhores pilotos de GT do mundo, mas com a Mclaren não vai longe,

    É a minha opinião.

    Desejo-lhe no entanto o melhor e sempre que ovejo correr tem o meu incondicional apoio.

    Já quanto a ser Portugues,,,,,,,,,,, Vejam o Formiga………

    Dá que pensar……

    Abraço amigos e FORÇA PARENTE

    • “com a McLaren não vai longe…” com a McLaren?!!! a serio!
      então qual será (para além da Ferrari) a equipa ideal para o AP?
      A McLaren não serve?!….

      • Quando referi a Mclaren estou a falar como é evidente da Mclaren Automotive, empresa que produz e coordena a operação MP-12C.
        A Mclaren é na F1 uma equipa com um dos melhores passados, já quanto ao futuro, já vi melhores dias, mas enfim será sempre uma equipa de topo.
        No que diz respeito a carros de GT o unico e realmente fantástico foi o F1 de estrado com o incrivel motor BMW.
        Mas falta tradição, kms e know how nos GT dai talvez as contratações. Mas vivemos em tempos de vacas magras, vejam a noticia de hoje acerca da Porche que suspendeu o desenvolvimento do 997 para se dedicar ao carro de 2014. Deixando muitas equipas a olhar para o tecto. A saida da Peugeot das 24 hrs e as dificuldades de muitas equipas este ano em colocar os carros a correr no FIA GT
        Se este projecto MP-12C não for sustentado por muitas vendas ou seja Milhões de Euros vai ter o fim do famoso e incrivel Mclaren F1.
        Esta é a minha analise.

        Já uma AUDI, MERCEDES, FERRARI, ASTON, LAMBORGHINI essas sim são marcas com provas dadas e para ficar, até mesmo a propria BMW que está a apostar forte no DTM.

        Abraço e o melhor para o Parente são os meus desejos

  7. Filipe Albuquerque. Bom Piloto ,também ficou a pensar. 1 – Álvaro 2 – Albuquerque 3 – Félix. Pedro Lamy,é também, uma linda historia. felicidades para o Félix e FORÇA PARENTE

    • Pelos vistos, estas mudanças na estrutura da McLaren GT (que na prática são mais uma incorporação de 2 novas pessoas externas à McLaren na McLaren GT, mais uma que veio da McLaren F1) serão uma preparação para um assalto a Le Mans, na categoria GTE. Isto também olhando a um comentário a esse artigo feito por alguém que me parece português:

      ” McLaren already confirmed GTE assault in 2014, currently working in the GTE version of MP4-12C ”

      Traduzindo, a “McLaren já confirmou o assalto ao GTE em 2014, estando atualmente a trabalhar na versão GTE do MP4-12C”.

      Álvaro a preparar se para ganhar em Le Mans?

  8. O Loeb vai andar de Mclaren para o ano e se for espertinho vai escolher o Álvaro para companheiro de equipa 🙂

    • Ou seja, há 2 notícias: Parente vai fazer parceria com o Alexander Sims e o Stef Dusseldorp no campeonato Blancpain Endurance Series (BES), e a McLaren GT não vai entrar no substituto do campeonato mundial de FIA GT1.

      É uma boa notícia ter estes 2 companheiros de bom nível, mas é má querer dizer que não há um calendário preenchido, como havia no ano passado.
      Esperemos que o Álvaro possa fazer mais provas, porque as 5 do BES, mesmo de Endurance e incluindo as 24 horas de Spa, sabem a pouco.

  9. esta aqui a evoluçao do mclaren para 2013
    novo capor e asa traseira, novos amortecedores e ECU,

  10. Já agora, é impressão minha, ou a participação do Parente nas 12 horas de Abu Dhabi, com as cores lusas da ASM, passou incógnita aqui no blogue?
    Notícia em http://autosport.sapo.pt/problemas-de-motor-arruinaram-corrida-asm-em-abu-dhabi=f109662.

    • Sim, o que foi uma pena porque penso que tenha feito a melhor volta (de longe) em ambas as corridas. Ou melhor, a melhor volta pertenceu à sua equipa, suponho que tenha sido o Álvaro, mas não consegui confirmar.

  11. Há 15 anos atrás todas as equipas queriam um piloto na f1 com talento raro ,agora com a historia do mostra me o dinheiro nem isso lhes vale. está tudo trocado, bom ano a todos.

  12. Já a tinha previsto há mais de um mês (está ali em cima, foi no dia 06/12) :). O Loeb sabe o que faz e o Álvaro é o piloto mais rápido nos GTs hoje em dia.

  13. Mais uma enorme prova de reconhecimento do talento do Alvaro.
    A verdade e que quem sabe o que faz quer o Alvaro.
    So espero que o campeonato de em canal aberto.

  14. Parece que em 2014 vai comecar um novo campeonato, Formula E. Pelo que li no site oficial em “News” a McLaren vai fornecer os motores, transmissao e electronica.

    http://www.formulaeholdings.com/

    http://www.autoevolution.com/news/all-green-formula-e-buys-42-racecars-52008.html

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: