Álvaro Parente com grande ritmo mas sem sorte

FIA GT Series 2013 Zolder

 

Álvaro Parente mostrou uma vez mais a razão de ser um dos melhores pilotos internacionais, tendo realizado uma corrida de ataque que o viu ser consistentemente o mais rápido em pista. No entanto, o toque e o furo sofrido por Sébastien Loeb logo no início impediram que a dupla luso-francesa alcançasse os pontos.

Os homens do McLaren MP4-12C número nove arrancavam do décimo sétimo posto, depois dos azares de ontem, mas tinham ainda a esperança de poderem alcançar os lugares do pódio, uma vez que o carro inglês demonstrava-se eficaz quer nas mãos do português quer nas mãos do francês.

No entanto, a Corrida Principal de Zolder não começou da melhor forma para o multicampeão mundial de ralis, uma vez que quando tentava recuperar um lugar, foi abalroado por um adversário que procedeu como se não tivesse ninguém ao seu lado. Para além do tempo perdido por um pião, também um furo atrasou ainda mais o GT número nove.

Depois de Sébastien Loeb ter cedido o McLaren a Álvaro Parente, este imprimiu um andamento diabólico, sendo consistentemente o mais rápido em pista. No entanto, não conseguiu ir além do décimo terceiro posto final a menos de quinze segundos dos lugares dos pontos.

Após a corrida, o piloto oficial da McLaren estava satisfeito com a sua prestação, muito embora o resultado tenha ficado aquém do desejado. “O toque que deram no ‘Séb’ comprometeu toda a nossa prova e, quando entrei no carro, o objectivo era dar o máximo possível, perceber até onde o McLaren poderia ir. Realizei cada volta como se fosse uma qualificação e fui muito rápido e pude tirar algumas informações para as próximas corridas. O nosso carro mostrou-se rápido e consistente”, afirmou Álvaro Parente.

A passagem por Zolder não foi positiva para o piloto português e para o seu colega de equipa, Sébastien Loeb, mas considera que nas próximas rondas poderá inverter a tendência deste evento. “Foi um fim-de-semana muito complicado com pequenos incidentes que comprometeram completamente os nossos resultados. Contudo, não podemos ter sempre azar e os outros sorte. Temos um carro competitivo, estou confiante de que em Zandvoort poderemos conquistar os resultados que estão ao nosso alcance”, sublinhou Álvaro Parente.

A próxima ronda do FIA GT Series terá lugar em Zandvoort nos próximos dias 6 e 7 de Julho, mas entretanto o piloto da McLaren GT terá uma passagem por Silverstone, a 1 e 2 de Junho, para a segunda ronda do Blancpain Endurance Series.

Advertisements

3 Respostas

  1. Ainda não pude ver a corrida, mas já sabia do resultado frustrante. Foi um fim-de-semana que não deixa grandes saudades para o Álvaro.

    Já agora, ou não tinha reparado, ou o Álvaro começou a usar um fato com o patrocínio da Red Bull.

    • Agora so falta no capacete, eu vi a corrida e da qui algum tempo as vitorias vão aparcer.

      • Tenho a ou as corridas gravadas para ver quando possa.

        Aquele capacete tem muita história, e merece ser mantida a sua essência.
        Ainda assim não ficou mal o azul da TMN no topo, quando o teve, e podia continuar, mas como só nos Fórmulas é que se notava, com as câmaras mesmo em cima do capacete, agora aquele espaço deverá ficar mais vazio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: