Álvaro Parente termina temporada no pódio

FIA GT Series 2013 Baku

Numa jornada complicada, Álvaro Parente terminou a Corrida Principal da ronda de Baku, a última da temporada, no segundo lugar, concluindo a temporada de uma forma muito positiva.

O piloto português, na companhia de Sébastien Loeb, arrancou para a Corrida de Qualificação do sexto posto, depois de um dos seus adversários ter sido penalizado devido a irregularidades técnicas, e com uma prova de contenção, de modo a não danificar o seu McLaren MP4-12C, viu o pluri-campeão Mundial de Ralis terminar na mesma posição.

Antes de início da Corrida Principal o duo do GT inglês número nove foi penalizado, devido a uma infracção em situação de Safety-Car, o que o atirou para o décimo quarto lugar da grelha de partida.

Mas isso não o atemorizou e, logo no arranque, Sébastien Loeb evitou a confusão da primeira curva e subiu ao sexto posto, abrindo boas perspectivas para um bom resultado. Quando pegou no McLaren MP4-12C, Álvaro Parente era já terceiro classificado e, muito embora tenha cometido um erro, começou a recuperar a desvantagem que detinha para os primeiros, que chegou a ser de quase vinte segundos.

O piloto oficial da McLaren GT encostou-se ao segundo classificado e, quando o ultrapassou, através de uma manobra arrojada e bem conseguida, o seu adversário tocou-o grosseiramente por trás, enviando-o para um pião que foi evitado por novo toque, este furtuito, de outro concorrente.

Com o carro danificado, o português acabou por cortar a meta no quarto posto, mas após a corrida o piloto que embateu no carro do piloto da McLaren GT foi penalizado, assim como o segundo classificado, o que permitiu à dupla do carro número nove subir ao segundo lugar. “Foi um dia difícil! As corridas realizadas em circuitos citadinos são sempre complicadas, dado que existem muitos incidentes e situações de Safety-Car, o que acaba por criar algumas dificuldades. Mas mostrámos um bom andamento, sobretudo na Corrida Principal, e tínhamos potencial para, pelo menos, terminar no segundo posto”, começou por dizer Álvaro Parente.

O segundo posto acaba por ser um resultado justo para o andamento que os homens do McLaren MP4-12C número nove: “Quando saí das boxes cometi um erro, fui em frente numa curva e evitei as barreiras por pouco, mas perdi muito tempo. Na volta de saída pode-se ganhar muito tempo, mas desta vez não correu bem. No entanto, pude continuar e recuperei a desvantagem para os dois primeiros, tendo ultrapassado o segundo classificado. Mas, quando já estava a começar a acelerar para a recta que se seguia, o meu adversário escolheu dar-me um toque e caí para o quarto posto. O piloto que me tocou acabou por ser penalizado, assim como o segundo classificado, o que nos permitiu subir ao segundo lugar. Não é esta a forma que queríamos de alcançar o pódio, mas penso que é justo”.

Após o final da temporada, Álvaro Parente terminou no quarto posto do Campeonato de Pilotos do FIA GT Series, tendo sido, juntamente com Sébastien Loeb, quem mais corridas venceu: quatro.

Siga a carreira de Álvaro Parente através da sua página do Facebook.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: