Álvaro Parente encontra soluções na segunda corrida

Depois de ontem ter sido abalroado por outro concorrente, hoje Álvaro Parente viu-se envolvido num incidente logo na primeira travagem que condicionou a sua prova. No entanto, reuniu informação importante na segunda prova de Valência para, juntamente com a Carlin GP2, evoluir o seu carro para as próximas etapas da temporada. Continuar a ler

Advertisement

Álvaro Parente regressa à Carlin

Álvaro Parente irá regressar à GP2 Series já no próximo fim-de-semana em Valência com a Carlin GP2, mantendo uma relação próxima ao longo da temporada com a equipa que o levou ao título do Campeonato Britânico de Fórmula 3.

Continuar a ler

Álvaro Parente vence em Valência

Começou bem a temporada de Álvaro Parente no campeonato espanhol de GT. Fazendo dupla com Francisco Martins ambos conseguiram levar o carro da Aurora Racing Team à vitória na classe Super GT Espanha, ficando no 2º lugar da geral.

Mais informações assim que possível.

Bom começo de Álvaro Parente no Campeonato Espanhol de GT

A dupla portuguesa Álvaro Parente/Francisco Martins teve uma boa estreia ao serviço da Aurora Racing Team no circuito Ricardo Tormo, nas sessões de treinos que hoje decorreram.

Pela manhã decorreu a primeira sessão de treinos em que Álvaro Parente e Francisco Martins ocuparam a 6ª posição na tabela de tempos, ficando também o outro carro da Aurora Racing Team, pilotado por Manuel Gião e Juan Lopez, na 7ª posição.

Na parte da tarde decorreu a segunda sessão de treinos ficando a dupla portuguesa, Álvaro Parente/Francisco Martins, na 1ª poisção com um tempo de 1:37:894, seguido por Manuel Gião e Juan Lopez na 2ª posição com um tempo de 1:38:037, terminando assim um dia bastante produtivo na Aurora Racing Team.

Toque rouba pódio a Álvaro Parente

_H0Y6811

A sorte não esteve hoje do lado de Álvaro Parente, tendo sido abalroado por Edoardo Mortara quando rodava na terceira posição, impedindo-o de subir ao pódio pela segunda vez este ano.

Depois do bom quarto lugar conquistado ontem, hoje, o piloto da Ocean Racing Technology arrancava da quinta posição da grelha de partida, o que lhe abria boas expectativas. Assim que os semáforos se apagaram, reagiu muito bem, mas uma confusão gerada à sua frente relegou-o para o sexto lugar.

Sem nunca baixar os braços, o piloto português guindou-se ao terceiro posto, passando a atacar Sergio Perez, que terminaria no segundo lugar. Porém, no início da quinta volta, Edoardo Mortara, numa manobra tresloucada, acertaria no carro azul e preto na travagem para a primeira curva, obrigando Álvaro Parente ao abandono, enquanto que o italiano era penalizado com um drive-through. “O pódio estava facilmente ao nosso alcance, dado que o carro estava com um bom comportamento, apesar de vibrar muito durante as travagens, e estava a atacar o Sergio Perez. No entanto, o Edoardo Mortara não se lembrou de travar e atirou-me para fora da prova, impedindo-nos de registar o resultado que estava ao nosso alcance”, afirmou verdadeiramente agastado Álvaro Parente.

Com o pódio de hoje, o piloto de vinte e quatro anos poderia subir ao top-ten do Campeonato, tornando ainda mais difícil aceitar o desfecho da prova desta manhã. Contudo, Álvaro Parente está já a pensar na próxima ronda da temporada, que se realiza dentro de menos de uma semana. “É sempre frustrante terminar uma prova desta forma: fora de pista sem que tenhamos contribuído para isso; sobretudo, quando um lugar no pódio estava quase garantido. Por vezes, as corridas são assim. Podia ter subido bastante no Campeonato, mas ontem mostrámos o que podíamos fazer e agora é preciso olhar para a etapa de Spa-Francorchamps, que se disputa já no próximo fim-de-semana”, lembrou o piloto apoiado pela Soccerade, Delta, TMN, Aurora Group, Geotur e Cision.

Corrida de ataque dá 4º lugar a Álvaro Parente

_3GD3443

Álvaro Parente conquistou hoje um excelente quarto lugar na primeira corrida de GP2 do programa do Grande Prémio de Fórmula 1 da Europa, tendo protagonizado uma prova de ataque.

Esperava-se uma prova dura para o piloto da Ocean Racing Technology, dado que a lesão no pescoço que sofreu nos treinos-livres de ontem ainda o incomodava. Mas como é seu timbre, Álvaro Parente colocou de parte todas as dificuldades e lançou-se para uma exibição notável.

O piloto português arrancou bem, subindo ao quinto posto ao passar Roldan Rodriguez na aceleração para a primeira curva. Lucas di Grassi passou a estar na sua mira mas, durante a sua paragem para trocar de pneus, perdeu uma posição para o espanhol da Piquet GP, o que não o atemorizou.

Roldan Rodriguez passou a sentir com intensidade a pressão de Álvaro Parente e acabaria por cometer um erro, deixando passar o portuense que se colocou imediatamente no encalço de Lucas di Grassi. O brasileiro, bastante experiente, aguentou bem as investidas do português da Ocean Racing Technology mas, a três voltas do fim, o piloto da Racing Engineering sentiu problemas hidráulicos, permitindo a Álvaro Parente assumir o quarto lugar final. “Não dava para muito mais! Não tínhamos andamento para os dois primeiros e neste circuito é muito difícil ultrapassar. Consegui aproveitar um erro do Roldan Rodriguez e beneficiar dos problemas do Lucas di Grassi para subir duas posições. O pescoço ainda me dói um pouco, mas não foi isso que me impediu de realizar toda a corrida ao ataque. Este quarto lugar é um bom resultado face às circunstâncias”, admitiu o piloto apoiado pela Soccerade, Delta, TMN, Aurora Group, Geotur e Cision.

Depois de ter somado hoje mais cinco pontos ao seu pecúlio, Álvaro Parente olha para a corrida de domingo com confiança, tendo como objectivo terminar, novamente, numa boa posição. “Para a prova de amanhã vou alinhar no quinto posto da grelha de partida e será determinante realizar um bom arranque. Vou voltar a atacar, sempre com o cuidado em não cometer erros e, com esta abordagem, espero obter mais um bom resultado”, salientou o piloto de vinte e quatro anos.

A corrida de amanhã terá o seu início às 9h30m – hora de Lisboa – e, como é habitual, será transmitida em directo pela Sport TV1.

Álvaro Parente em… Quarto crescente

_O9T4067

O piloto do Porto demonstrou mais uma vez muita determinação numa corrida emocionante, imprópria para cardíacos…
Cinco pontos merecidos para o português da ORT, enquanto que o indiano Chandhok terá que se queixar de alguma precipitação quando, com um andamento bastante forte, confiou em demasia no carro ao tentar passar Valsecchi, desistindo pouco depois com danos no seu Dallara-Renault.

Continuar a ler

Álvaro Parente em 6º apesar das adversidades

_O9T4414

Álvaro Parente teve hoje em Valência uma boa prestação na qualificação para a primeira corrida de GP2 integrada no programa do Grande Prémio de Fórmula 1 da Europa, assegurando a sexta posição da grelha de partida, apesar de alguns problemas físicos.

O jovem piloto português abordou o fim-de-semana valenciano com o intuito de alcançar um bom resultado e logo nos treinos-livres demonstrou que tinha argumentos para se bater pelas posições cimeiras, ao registar o sétimo tempo.

A qualificação foi disputada sob intenso calor, tendo Álvaro Parente demonstrado, uma vez mais, andamento para se imiscuir na luta pelos primeiros lugares. O piloto da Ocean Racing Technology sofreu uma lesão no pescoço durante os treinos-livres matinais. No entanto, com a tenacidade que lhe é característica, bateu-se estoicamente durante a sessão que definiu a grelha de partida e chegou a figurar na quarta posição da tabela de tempos, mas acabou por descer para o sexto posto final. “Penso que era difícil fazer melhor! O carro está equilibrado e estamos competitivos, o que me deixa confiante. Esta qualificação não foi fácil, dado que estava muito calor e a lesão que sofri de manhã doeu-me bastante durante a tarde”, admitiu o piloto apoiado pela Soccerade, Delta, TMN, Aurora Group, Geotur e Cision.

A prova de amanhã, que será composta por trinta e quatro voltas, promete ser bastante dura para o piloto de vinte e quatro anos, devido ao muito calor que se espera e aos problemas físicos que sentiu hoje. Porém, o Álvaro Parente garante que dará o seu máximo, tendo como objectivo prioritário terminar nos pontos, mas sem nunca deixar de olhar para o pódio. “Não vai ser uma corrida fácil, a de amanhã! Mas, como sempre, darei o meu máximo, tendo como objectivo terminar entre os oito primeiros para somar mais alguns pontos e alcançar um bom lugar na grelha de partida da prova de domingo. O pódio não está fora do nosso alcance e, se essa oportunidade surgir, não a enjeitarei”, salientou o piloto oriundo do Porto que este ano tem como melhor resultado o segundo lugar obtido na segunda corrida de Nurburgring.

A corrida de amanhã terá o seu início às 15 horas – hora de Lisboa – e será transmitida em directo pela Sport TV3.

Parente larga de 6º em Valência

_H0Y1228

Álvaro Parente conseguiu a sexta posição nos treinos cronometrados do GP da Europa em Valência, o que, em conjunto com a boa prestação de Karun Chandhok – 8º melhor tempo, dá uma clara ideia de boa performance da equipa nacional, a Ocean Racing Technology.

Continuar a ler

Álvaro Parente ansioso por regressar à competição

06AParente_Valencia_01

Depois de um interregno de quase um mês, a GP2 regressa no circuito citadino de Valência, onde Álvaro Parente espera voltar a lutar pelos lugares cimeiros e obter mais um bom resultado.

A edição de 2008 da segunda ronda espanhola da categoria foi madrasta para o jovem português, dado não ter terminado a primeira corrida do fim-de-semana. No entanto, o traçado desenhado nas ruas de Valência é do agrado do piloto da Ocean Racing Technology, que se mostra confiante para a edição deste ano. “Eu gosto bastante do circuito citadino de Valência, apesar de na temporada passada ter desistido a duas voltas do fim devido a falta de gasolina no meu carro. Espero que possamos ter um monolugar bem adaptado às características do traçado espanhol e nos permita lutar pelas posições cimeiras”, afirmou o piloto apoiado pela Soccerade, Delta, TMN, Aurora Group, Geotur e Cision.

Apesar de ter alcançado os pontos na segunda corrida da etapa húngara da GP2 Series deste ano, no fim-de-semana magiar Álvaro Parente não pôde exibir o andamento competitivo que revelara em ocasiões anteriores. Em Valência o piloto portuense está seguro de que, com a ajuda da sua equipa, poderá bater-se por um bom resultado. “Em Hungaroring não estivemos ao nível que evidenciámos nas corridas anteriores mas, ainda assim, conseguimos chegar aos pontos na segunda corrida. Em Valência estou confiante de que poderemos regressar ao ritmo que já evidenciámos e lutar pelos lugares do topo de modo a obter bons resultados e muitos pontos, que são os nossos objectivos para a restante temporada”, sublinhou o piloto de vinte e quatro anos.

A qualificação para a primeira corrida de Valência realiza-se na próxima sexta-feira às 14h50m, merecendo cobertura directa por parte da Sport TV, assim como as provas, que disputar-se-ão no sábado e no domingo.

Uma volta com Álvaro Parente em Valência

Tal como tem vindo a ser hábito em cada fim de semana de GP2, trazemos  a todos vós a rúbrica “Uma volta com Álvaro Parente”.

Nos dias 24, 25 e 26 de Agosto a comitiva da GP2 irá estar concentrada no circuito citadino de Valência para mais uma ronda.  O ano passado Álvaro Parente teve um final inglório na primeira corrida ficando sem gasolina a apenas duas voltas do final  da corrida, quando seguia nos lugares pontuáveis.

Mais uma vez vamos usar um videojogo chamado rFactor com o “mod” de GP2. A equipa do blog agradece ao Ricardo Ferreira pelo trabalho desenvolvido na “skin” da ORT e agradecemos também à própria ORT por nos ter dado autorização para utilizar o design do carro.

Aqui fica uma volta com Álvaro Parente em Valência:

Vodpod videos no longer available.

more about “A lap with Alvaro Parente around Vale…“, posted with vodpod

Álvaro no “Pitlane” de Valencia

Dois vídeos do Pedro Santos, Manager do Álvaro Parente, realizados durante o GP da Europa no Circuito Citadino de Valencia

… sinta a atmosfera!!!!

GP2 Europa: 2ª Corrida

Um fim-de-semana para esquecer. Depois de ontem ter visto o azar a bater-lhe à porta, hoje as coisas correram ainda pior: Uma má largada e uma pião na 1ª volta foi o saldo de Parente na 2ª corrida no circuito citadino de valência.

Tal como ontem, quem ocupa o 1º lugar da grelha têm meia vitória nas mão, e Luca Fillipi, saindo hoje da pole-position, depressa fez valer essa condição colocando-se desde o inicio à cabeça da corrida, no entanto, Grosjean conseguiu alcançar e pressionar o piloto italiano à 6ª volta. Uma volta depois, Senna cumpriu o que ontem ameaçou diversas vezes – ir contra o muro!

Na 11ª volta, Grosjean, completamente em cima de Fillipi, tenta a ultrapassagem mas na resposta Fillipi toca em Grosjean e este fica no muro. No meio desta confusão surge Di Grassi que aproveita a situação para assumir o comando da corrida, tendo Fillipi conseguido manter-se em pista em  2º lugar, mas mesmo com a entrada em pista do safety-car entre a 12ª e 15ª volta, o comando da prova não voltou a mudar de mão e Di Grassi arrecadou assim a sua 2ª vitória este ano, e o pleno para a equipa Campos Grand Prix em valência.

Resultado da 2ª Corrida

Posição Piloto Equipa Diferença Voltas
1 L. Di Grassi Campos 23
2 L. Filippi Arden 00’04″213 23
3 J. D’Ambrosio DAMS 23
4 G. Pantano Racing Eng. 00’07″545 23
5 D. Nunes DPR 00’12″039 23
6 J. Villa Racing Eng. 00’12″674 23
7 K. Kobayashi DAMS 00’13″201 23
8 D. Valsecchi Durango 00’15″394 23
9 M. Conway Trident 00’17″496 23
10 H. Tung Trident 00’20″072 23
11 R. Rodriguez FMS 00’22″960 23
12 C. Iaconelli BCN Comp. 00’24″716 23
13 A. Valerio Durango 00’25″933 23
Não Qualificados
14 M. Herck DPR 22
15 V. Petrov Campos 20
16 K. Chandhok iSport 18
17 M. Asmer FMS 12
18 R. Grosjean ART 11
19 A. Soucek Super Nova 7
20 B. Senna iSport 7
21 S. Yamamoto ART 4
22 A. Valles FMS 3
23 S. Buemi Arden 3
24 P. Maldonado Piquet Sports 2
25 A. Parente Super Nova 0
26 A. Zuber Piquet Sports 0
Volta mais rápida :Di Grassi – Campos – 01:47.712

GP2 Europa: 1ª Corrida

Inglório… com o 6º lugar praticamente garantido, e com a corrida controlada, o Álvaro Parente viu-se privado de um lugar pontuável após o monolugar ceder a duas voltas do fim.

O inicio da Corrida foi bastante morno, com Parente a manter o 13º lugar que havia conquistado na qualificação, mantendo-se atrás de Soucek, seu companheiro de equipa, que havia conquistado três lugares na largada.

À 7ª volta, e com dificuldades em ultrapassar Soucek, visivelmente mais lento que o Português, Álvaro opta por entrar na box e realizar a paragem obrigatória para troca de pneus. Sendo dos primeiros a parar, a estratégia acabou por se revelar frutuosa pois à medida que os pilotos da frente foram também eles parando na box, o Álvaro foi ganhando lugar após lugar na tabela até ao 9º lugar, atrás de Buemi e d’Ambrosio.

Calmamente, acabou por ultrapassar um e outro, subindo até ao 7º lugar, e por fim até ao 6º beneficiando da saída de pista de Zuber que seguia distante à sua frente, no entanto, ao aproximar-se o fim da corrida e perto de completar a penúltima volta, o monolugar de Parente fica sem gasolina provocando o abandono inglório do Português, após a excelente corrida que estava a realizar, sendo dos pilotos em destaque ao ter ganho 7 lugares em relação à posição de largada.

A corrida em si estava a ser totalmente dominada por Pantano que beneficiando da pole conquistada ontem, rapidamente se colocou a uma distância segura dos mais directos perseguidores e com a corrida totalmente sob controle, mas, assim como Parente, e quando faltava menos de meio circuito para ver a bandeira de xadrez, também ele fica sem gasolina perdendo uma vitória que parecia incontestável terminando em 14º, 2 lugares à frente de Parente .

Senna, que seguia em 5º viu-se afectado também com o mesmo problema tendo no entanto ainda cruzado a linha de chegada, muito lentamente, em 9º lugar.

Beneficiado com este golpe de teatro, ficou Petrov que viu-lhe cair do céu a sua primeira vitória da temporada 2008 de GP2.

Resultado da 1ª Corrida

Posição Piloto Equipa Diferença Voltas
1 V. Petrov Campos 34
2 P. Maldonado Piquet Sports 00’00″868 34
3 R. Grosjean ART 00’04″447 34
4 L. Di Grassi Campos 00’28″038 34
5 J. D’Ambrosio DAMS 00’28″736 34
6 S. Buemi Arden 00’28″855 34
7 A. Soucek Super Nova 00’36″960 34
8 L. Filippi Arden 00’45″390 34
9 B. Senna iSport 00’48″177 34
10 D. Nunes DPR 00’56″935 34
11 A. Valles FMS 00’59″149 34
12 M. Herck DPR 01’03″604 34
13 C. Iaconelli BCN Comp. 01’12″716 34
Não Qualificados
14 G. Pantano Racing Eng. 33
15 K. Chandhok iSport 33
16 A. Parente Super Nova 32
17 D. Valsecchi Durango 29
18 A. Zuber Piquet Sports 24
19 S. Yamamoto ART 9
20 M. Conway Trident 1
21 J. Villa Racing Eng. 0
22 R. Rodriguez FMS 0
23 H. Tung Trident 0
24 A. Valerio Durango 0
25 K. Kobayashi DAMS 0
26 M. Asmer FMS 0
Volta mais rápida: Giorgio Pantano – Racing Eng. – 1:46.791

(actualização)
Pedro Santos, Manager do Álvaro Parente:

“O engenheiro do Álvaro encheu o deposito assim como o do Soucek mas este achou melhor voltar a atestar o deposito após as voltas de aquecimento onde passam pelo pit lane… fez toda a diferença.

É mais um erro, após o da qualificação que também enviaram o Álvaro e Soucek muito cedo com o segundo set de pneus e carregados de gasolina para efectuarem muitas voltas. Eles estiveram em pista quase mais 3 voltas que todos os pilotos que melhoraram os tempos nos minutos finais.”

GP2 Europa: Qualificação

Iniciou hoje a 8ª jornada dupla da GP2, no Circuito citadino de Valência (Espanha) com a realização dos treinos livres matinais, e com a qualificação na parte da Tarde

A prestação do Álvaro Parente teve dois momentos distintos: De manhã, durante os treinos livres, o Álvaro teve sempre entre os melhores, realizando o seguindo melhor tempo da sessão, e sucessivamente dentro do segundo 47 onde se encontravam os 8 mais rápidos, mas já na parte da tarde, durante a qualificação, as coisas já não correram de feição.

Com um inicio auspicioso, logo com a segunda melhor marca, de novo, à medida que a sessão foi caminhando para o seu fim, e a pista ia ficando mais rápida, o Álvaro foi sendo ultrapassado na tabela. Com sucessivas voltas falhadas, prejudicado por um pião e uma saída de pista, o piloto Português viu-se incapaz de conseguir um tempo dentro das excelentes indicações que tinha dado durante a sessão de treinos, acabando num inglório 13º lugar.

Qualificação

Posição Piloto Equipa Tempo
1 G. Pantano Racing Eng. 01’45″640
2 P. Maldonado Piquet Sports 01’45″711
3 V. Petrov Campos 01’45″802
4 R. Grosjean ART 01’46″010
5 A. Zuber Piquet Sports 01’46″090
6 J. D’Ambrosio DAMS 01’46″254
7 S. Buemi Arden 01’46″372
8 B. Senna iSport 01’46″529
9 M. Conway Trident 01’46″592
10 L. Filippi Arden 01’46″603
11 L. Di Grassi Campos 01’46″607
12 K. Chandhok iSport 01’46″657
13 A. Parente Super Nova 01’46″763
14 J. Villa Racing Eng. 01’46″813
15 A. Soucek Super Nova 01’46″949
16 A. Valles BCN Comp. 01’47″102
17 R. Rodriguez FMS 01’47″269
18 S. Yamamoto ART 01’47″270
19 D. Valsecchi Durango 01’47″374
20 D. Nunes DPR 01’47″756
21 M. Asmer FMS 01’47″854
22 H. Tung Trident 01’48″030
23 A. Valerio Durango 01’48″179
24 C. Iaconelli BCN Comp. 01’48″249
25 K. Kobayashi DAMS 01’48″469
26 M. Herck DPR 01’48″620