Corrida difícil para Álvaro Parente

A primeira prova de GP2 do programa do Grande Prémio da Grã-Bretanha não correu da melhor forma a Álvaro Parente, tendo uma afinação menos bem conseguida e uma estratégia menos acertada o atirado para o nono lugar final.

A corrida desta tarde iniciou-se atrás do Safety-Car devido a uma chuvada que se abateu sobre Silverstone, obrigando todos os pilotos a montarem pneus para piso molhado. Após três voltas, a prova começou efectivamente, tendo o piloto português mantido a segunda posição que conquistou ontem.

Contudo, cedo foi possível verificar que o jovem do Porto não tinha argumentos para os seus adversários e, com a pista a secar progressivamente, uma entrada nas boxes demasiado tardia acabou por o atirar para o nono lugar final, vendo a bandeirada de xadrez nos escapes de Giedo van der Garde. “Experimentámos uma afinação diferente para a corrida que não deu os resultados esperados, o que me deixou numa posição em que não podia defender nem atacar. Para além disso, a estratégia não foi a melhor e parei três voltas depois do momento certo e essa foi a diferença entre terminar nos quatro primeiros postos ou no nono. É frustrante porque, ao arrancar do segundo lugar, nem sequer me passava pela cabeça terminar fora dos pontos mas, por vezes, as corridas são assim”, reconheceu Álvaro Parente.

Face ao resultado de hoje, a prova de amanhã será complicada para o piloto português, uma vez que irá arrancar da quinta linha, mas o jovem piloto da McLaren irá aplicar-se ao máximo, como é seu timbre, para alcançar um bom resultado. “A alinhar do nono lugar da grelha de partida não será uma corrida fácil, para além disso, as condições meteorológicas poderão voltar a ser um factor. Seja como for, vou dar o meu máximo e explorar ao máximo o potencial do material que a equipa colocará à minha disposição”, concluiu Álvaro Parente que defende as cores da Carlin GP2.

A prova de amanhã terá o seu início às 9h30, contando com transmissão directa no Sport TV1.

26 Respostas

  1. Desculpe, João Pinho, prezo muito o trabalho, a dedicação e a sua disponibilidade que tem sempre demonstrado e empenhado neste blog, mas escrever que “não correu da melhor forma a Álvaro Parente, tendo uma afinação menos bem conseguida e uma estratégia menos acertada o atirado para o nono lugar final” é atirar areia para os olhos ou como se fala do outro lado do atlântico, conversa para boi dormir.
    Foi uma prova horrível, a pior do AP, de sempre na GP2, apenas equiparável aos desastres da SuperLeague.
    Não foi uma afinação menos bem conseguida. Foi uma afinação completamente falhada.
    Não foi uma estratégia menos acertada. Foi uma péssima estratégia.
    Culpas óbvias para a equipa na chamada muito tardia (4 voltas) para a box, e na afinação do monolugar – e aqui, meus caros, o nosso piloto também terá a sua quota parte de responsabilidade. Há que chamar as coisas pelos nomes.
    Agora devemos virar a página esperar por amanhã, e desejar que sejam encontradas as soluções que falharam hoje, claramente!

    • a culpa nao é do joao pinho, caro duarte alcantara.
      o texto é apenas o press release divulgado pela polaris, o que o joao pinho fez foi apenas publica-lo.
      é normal que a acessoria de imprensa do piloto tente pintar o que aconteceu hoje com umas cores mais alegres.

    • Tal como o Quark disse, isto é apenas o Press Release enviado pela ComSegue, eu limito-me a publicar😉
      Sim, esta corrida foi um desastre, que revelou falta de um bom trabalho da equipa durante a corrida e falta de melhor trabalho de todo o conjunto antes da corrida, digo eu! No entanto, todos sabemos do que é capaz o Álvaro e, por isso, força Varinho!

  2. Não foi uma corrida muito conseguida pelo Álvaro, é verdade. Ainda por cima, a estratégia de corrida foi muito má. Quando o Varinho viu que estava a perder muito tempo, devia ter feito como o Marcus Ericsson, e parar mais cedo.

    Agora, verdade seja dita, se o Álvaro não tinha uma afinação favorável, a sua vida ia ser muito mais difícil. Temos de ter em conta que ele quase que ia aos pontos porque acabou a corrida em cima do Giedo van der Garde.

    Pronto, foi uma má corrida. Acontece a qualquer um. Olhem o exemplo do Bianchi… depois da corrida de hoje, ninguém duvida da sua qualidade, mas até hoje, o Jules tinha estado a fazer uma época de GP2 bastante abaixo do esperado.

    Esperemos agora que o Varinho comece a fazer os resultados mais próprios para o seu nível.

  3. Meus amigos vamos ser francos e directos. O Álvaro com a Racing Engineering a conversa éra outra, mas como não é ,viva a Carlin. abraços a todos e em especial para o Álvaro.

  4. Tenho um pressentimento que amanhã a história vai ser outra😉

  5. talvez ainda consiga chegar ao 8º lugar vamos la a ver ta a fazer melhores tempos

  6. mas é mais um fds sem pontos, a sorte continua a escapar ao parente

  7. O Alvaro não tem carro, é notorio que o carro não da mais que isto.
    Que grande corrida fez mais uma vez o Grosjean.

  8. 9º nas duass corridas depois de partir em 2º nao primeira sabe a muito pouco, mais uma vez espero que na próxima tenha melhor sorte.

  9. Grosjean a andar para a frente. O Alvaro estagnou mais uma vez.A 1ª corrida condicionou a 2ª.Estas trocas de saida da RE para a Carlin não beneficiou em nada.E assim por isso nunca concordei com estas estrategias do Alvaro anda sempre aos saltos de equipa para equipa e não sedimenta o seu valor numa boa equipa. .Deveria ter efectuado testes de pre epoca.Continua em 14º no campeonato começa a ser mau.

    • José, se o Álvaro tivesse essa escolha, é óbvio que escolheria a RE logo no ínicio da temporada… mas, como acho que já todos sabemos, essa escolha nunca existiu…

    • Em 14º num campeonato em que não o começou, que não conhecia o carro nem pneus, e nem o era para disputar tão pouco.

  10. é preciso é não desanimar e continuar a dar o melhor.
    Força parente

  11. Parece-me que o Álvaro não está tão à vontade no carro deste ano da GP2. No ano passado fez duas ou três provas num Coloni, um dos menos cotados do pelotão e nem por isso deixou de fazer duas excelentes corridas em SPA, o que nos levou a dizer que o piloto faz a diferença.
    Tirando as duas corridas do Mónaco – onde ultrapassar é quase impossível se o adversário fechar – em Barcelona o Álvaro ficou por chegar aos pontos e estava na RE.
    À chuva já o vimos fazer fabulosas provas (Nurburgring em 2009 ao passar o Kobayashi) e Monza (2009), demonstrações que me levaram a acreditar que ontem com a pista molhada o Álvaro se aguentasse melhor no 2º lugar. Mas já nos treinos livres o crono não foi bom e para piso seco teria dificuldades.
    Foi pena não ter rentabilizado nenhum ponto no fds depois de arrancar do 2º lugar.
    De resto o Grosjean está a rentabilizar o regresso a tempo inteiro. É um piloto experimentado da GP2, tal como o Álvaro. Não está numa equipa de topo (Barwa, RE, ART/Lotus, ISport), mas treinou com o novo carro e está a lucrar pela ousadia juvenil de alguns pilotos. Tem feito recuperações notáveis e ontem foi mais uma.

    • Pois, mas é um piloto com estatuto especial na Renault e como a DAMS até é francesa, não lhes custa nada entregar-lhe um motorzinho especial😉
      Até porque já não é nada de inédito na GP2, acontece quase todos os anos

      • Mesmo no ano passado o Grosjean entrou a meio da época (penso que foi uma corrida antes de SPA) para a Dams e também teve dificuldades em encontrar ritmo.

        Este ano com pré-época, testes com o novo carro e mais rodagem está a subir de forma e vai ganhar o campeonato. Como curiosidade a DAMS é a mesma equipa do Kobayashi.

  12. Já agora, quando vai ser a primeira prova do Alvaro co o MP4-12C?

  13. Penso que é daqui a 2 semanas😉

  14. Obrigado João, e onde vai ser?

  15. Parabêns Varinho

    Para a proxima será muito melhor até porque já vais conhecendo o Dallara e a Carlin.
    Dá-lhe gás

    FORÇA PARENTE!!!

  16. A próxima corrida é em Nurburgring, vamos ver como a Carlin estará nessa altura😉

    • Esperemos que bem.
      Venho apenas agora comentar estas corridas. Assisti no sábado à dececionante corrida do Álvaro, onde o carro parecia tudo menos em condições para permitir ao nosso piloto fazer o que bem sabe, ainda para mais com um erro da equipa ao adiar em demasiado a entrada para trocar os pneus de chuva.
      A corrida deste domingo não vi e não posso comentar.

      Esperemos que as coisas melhorem para a próxima corrida. Para já as provas do Álvaro com a Carlin, no fundo, este regresso à Carlin não está a correr bem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: